Quinta-feira, 22 de fevereiro de 2024
informe o texto

Notícias | Legislativo

Primeiro parlamentar alvo da Lesa Pátria, Carlos Jordy tem sigilo quebrado e presta depoimento

PGR pediu busca e apreensão nos endereços do parlamentar carioca

18/01/2024 - 13:09 | Atualizada em 22/01/2024 - 14:10

Cícero Henrique

A Procuradoria-Geral da República (PGR) se manifestou favorável à operação de busca e apreensão em endereços ligados ao deputado Carlos Jordy (PL/RJ) nesta quinta-feira (18).

O parecer foi assinado pelo subprocurador-Geral da República, Carlos Frederico, no inquérito que apura os atos antidemcráticos de 8 de janeiro.

Investigações da Polícia Federal apontam que o deputado federal Carlos Jordy trocou mensagens com Carlos Victor de Carvalho,identificado como uma "liderança da extrema direita" de Campos dos Goytacazes (RJ). 

A PGR aponta 'forte vínculo' entre Jordy e o líder. Carlos Victor pede orientações e autorizações a Jordy para organizar atos golpistas após as eleições de 2022, quando o então presidente Jair Bolsonaro foi derrotado por Luiz Inácio Lula da Silva. 

Em uma das conversas, Carlos chama o deputado de 'meu líder' e diz que ele "tem poder para parar tudo".

Carlos Victor: Bom dia meu líder. Qual direcionamento você pode me dar? Tem poder de parar tudo.
Carlos Jordy: Fala irmão, beleza? Está podendo falar aí?
Carlos Victor: Posso irmão. Quando quiser pode me ligar.


Carlos Jordy é o primeiro parlamentar alvo da operação Lesa Pátria.

O Ministro Alexandre de Moraes autorizou a quebra de sigilo do parlamentar, que presta depoimento nesta tarde.

Nas redes sociais, Carlos Jordy diz ser "vítima de perseguição" e nega qualquer envolvimento com atos antidemocráticos após as eleições presedenciais em 2022.
 

Informe seu email e receba notícias!

Sitevip Internet