Quinta-feira, 25 de fevereiro de 2021
informe o texto

Notícias | Malagueta

DEPUTADO TEVE COMPORTAMENTO DELINQUENTE NA PM

TEM QUE PERMANCER PRESO E PERDER O MANDATO

18/02/2021 - 09:19 | Atualizada em 18/02/2021 - 10:08

Cícero Henrique

DEPUTADO TEVE COMPORTAMENTO DELINQUENTE NA PM

Foto: Reprodução

Falta para o deputado federal preso Daniel Silveira (PSL-RJ) postura e compustura, principalmente ser um parlamentar que tem como obrigação dar bons exemplos, através da boa relação com indivíduos,  educação, comportamento comedido e respeito à Constituição.

O parlamentar até agora não apresentou nenhum projeto relevante para a sociedade, pelo contrário, tenta mostrar que é um 'galo de briga' que está constantemente em rinhas de galo ou de pitbull.

A ficha do deputado quando era policial (que ele faz questão de mencionar), registra "mau comportamento" e "conduta desviante".

Ou seja, não foi qualificado nos quadros da Polícia Militar do Rio de Janeiro.

Todos sabem que em qualquer emprego, seja ele público ou privado, o candidato tem que seguir as normas das instituições, caso contrário vira anarquia.

É necessário que o deputado permaneça preso e seja condenado a cumprir muitos anos de cadeia, porque o mesmo não pode continuar vivendo em sociedade.

As criticas devem ser feitas de maneira educada e republicana contra este ou aquele poder.  Numa sociedade democrática não existe unanimidade, há diferenças de opinião e temos que conviver com elas de maneira sábia.

Quem não consegue ter essas atitudes não pode conviver em sociedade.

Se o deputado quer mostrar que é macho, pitbull, é simples, se insreva no UFC.

Além disso, a Câmara Federal precisa ser rigorosa e cassar o mandato do delinquente deputado.

Só para lembrar, até o ministro indicado por Bolsonaro, Nunes Marques, votou favorável à prisão do deputado.

“Nunca vi algo tão virulento. Esses fatos têm sido reiterados, de forma cada vez mais estarrecedora. Isso nos leva a uma preocupação maior com o próprio Estado. Não fui conferir, mas ouvi algo muito preocupante. Soube que esse deputado teria sido eleito impulsionado por um Estado paralelo. Um Estado representado pela delinquência, sobretudo pelas milícias. Com todo o seu currículo de transgressões, acabou eleito. Tudo o que diz é muito chulo. Quando me mandaram o vídeo não acreditei. Fiquei perplexo", disse o ministro Marco Aurélio em entrevista para Josias de Souza.


 
 

Informe seu email e receba notícias!

Sitevip Internet