Segunda-feira, 22 de abril de 2024
informe o texto

Notícias | Executivo

“Suicídio” da direita em Cuiabá e VG pode eleger Eduardo Botelho e Kalil Baracat

ELEIÇÕES 2024

24/03/2024 - 10:44 | Atualizada em 25/03/2024 - 07:37

Cícero Henrique

“Suicídio” da direita em Cuiabá e VG pode eleger Eduardo Botelho e Kalil Baracat

Foto: Reprodução

“Se Hitler invadisse o inferno, eu cogitaria uma aliança com o diabo.” — Winston Churchill, primeiro-ministro da Inglaterra durante a Segunda Guerra Mundial.

Há uma guerra política em curso em Cuiabá e Várzea Grande. Mas não entre direita, centro e esquerda.

A guerra está se dando entre grupos de direita. Enquanto se atacam dentro do próprio partido, o deputado estadual Eduardo Botelho (União Brasil) dispara em Cuiabá. O mesmo ocorre em Várzea Grande, onde a pré-candidatura de Flávia Moretti (PL) patina, o prefeito Kalil Baracat (MDB) lidera nas pesquisas.

Eduardo Botelho (UB) e Kalil Baraca t(MDB) estão sozinhos na pista, sem concorrentes efetivos na disputa pelas respectivas prefeituras.

A eleição será disputada daqui a seis meses (está se referindo ao dia da eleição, e não à campanha) e Eduardo Botelho pode ser eleito no primeiro turno. O motivo é prosaico: não tem, ao menos até agora, um candidato competitivo. Ninguém polariza com ele com ideias e projetos.

As direitas têm dois nomes: Abilio Brunini e Flavia Mortetti. A segunda é apadrinhada pelo ex-prefeito Tião da Zaeli (PL).

Mas, enquanto brigam por comandos dentro do partido, as 'direitas' descuidam-se do essencial: de operar uma estratégia para reduzir a força de Eduardo Botelho e Kalil Baracat. Ou será que os grupos de direita nas duas cidades preferem as vitórias do União Brasil e do MDB à vitória de um postulante da direita? É o que parece.

De alguma maneira, pode-se sugerir que as direitas de Cuiabá e Várzea Grande têm vocação para o 'suicídio político'. 

Diz-se que a possibilidade de dois candidatos da direita é importante para levar a disputa para o segundo turno. Tem lógica, é claro. Mas, se as direitas estão se devorando, e mesmo antes do primeiro turno, como vão se unir na hipótese de segundo turno?

Então, só dois políticos realmente saem ganhando — e podem ganhar muito mais. Trata-se de Eduardo Botelho e Kalil Baracat — que navegam em céu de brigadeiro.
 

Informe seu email e receba notícias!

Sitevip Internet