Quinta-feira, 22 de fevereiro de 2024
informe o texto

Notícias | Executivo

Saúde de Várzea Grande recomenda vacinação, uso de máscara e isolamento de infectados pelo coronavírus

Município registrou 486 casos confirmados em janeiro e 1 óbito

30/01/2024 - 18:50 | Atualizada em 31/01/2024 - 18:51

Redação

Saúde de Várzea Grande recomenda vacinação, uso de máscara e isolamento de infectados pelo coronavírus

Foto: Divulgação

As infecções por covid-19 que vinham níveis baixos, voltaram a subir, neste mês de janeiro em Várzea Grande (MT), assim como em muitas cidades do País. Em meio a esse aumento, a Saúde Pública Municipal fez várias recomendações necessárias para a proteção da vida. A principal e mais importante é completar o ciclo vacinal e garantir a imunização.

“A gente vem reforçando a importância da vacinação, principalmente entre os idosos, por serem mais vulneráveis às doenças respiratórias. Reforçamos ainda a preocupação com as formas graves da Covid-19 que podem ser evitadas com a imunização. A gente sabe que o vírus da Covid-19 é altamente mutável. Temos monitorado essas mutações desde o início, mas, quanto mais pessoas vacinadas e com cartão atualizado, menor o risco de se ter um boom de casos graves, como tivemos em anos anteriores”, ressaltou o secretário municipal de Saúde de Várzea Grande, Gonçalo Aparecido de Barros.

Atualmente, a vacina bivalente é recomendada para pessoas maiores de 18 anos que já receberam duas doses do esquema primário, com a vacina monovalente, e para aqueles com mais de 12 anos que apresentam comorbidades e que também já tomaram duas doses do esquema primário. O imunizante está disponível em todas as Unidades de Atenção Primária à Saúde de Várzea Grande.

Gonçalo de Barros, explica que a preocupação se deve ao número de casos confirmados de Covid-19 neste primeiro mês de janeiro, com evolução de semana a semana, e em decorrência da nova subvariante da Covid-19, chamada JN 2.5, que foi identificada em Mato Grosso. Quatro pessoas testaram positivo para a doença e foram hospitalizadas, deste total duas pessoas são moradoras de Várzea Grande sendo que três delas tiveram alta hospitalar e estão sendo monitoradas e uma foi a óbito.

Dados de casos confirmados de Covid-19 em Várzea Grande no mês de janeiro:

Do dia 31/12/2023 a 6/01/2024, correspondente a primeira semana do mês de janeiro, foram confirmados 25 casos de Covid-19. Na segunda semana do mês de 7/01/24 a 13/01/24, foram 44 casos. Já na terceira semana do mês, dentre os dias 14 e 20 de janeiro, as confirmações subiram para 118, e de 21 de janeiro ao dia 27 os casos saltaram ainda mais para 299, totalizando só no mês de janeiro 486 casos confirmados.

Neste período de 31/12/2023 a 27/04/2024 foram atendidas cerca de 1.330 pessoas suspeitas da doença. Na Upa do IPASE foram 588 pessoas atendidas por suspeita da doença e na Upa do Cristo Rei 419 pessoas.

Houve uma média de 14 internações de moradores de Várzea Grande por Covid-19, sendo que 9 tiveram alta, um óbito, 2 pessoas transferidas por meio da Central Única de Regulação e dois permanecem internados. Pessoas internadas em unidades de saúde no município e não residentes em Várzea Grande foram 25 neste mês.

“Então diante dos números, após ampla conversa com o Prefeito Kalil Baracat, resolvemos tomar algumas medidas de alerta a população. A Primeira já disse que nossas equipes vão promover a busca ativa dos não vacinados. Segundo tornar como prevenção e recomendação o uso de máscara em lugares fechados, como igrejas, local de trabalho e escolas. Para este último item será realizada uma reunião estratégica com o gestor da educação municipal, para a recomendação do uso de máscara dentro das salas de aula. Mas isso ainda está sendo estudado, analisado. Acreditamos que se todos adotarem os cuidados já recomendados, podemos minimizar este aumento de casos significativo deste mês de janeiro”, apontou Gonçalo Aparecido de Barros.

LEIA TAMBÉM
MT Grosso tem mais de 4 mil casos de covid-19 em janeiro e 7 óbitos​


Outras importantes recomendações:
  • Lave com água e sabão as mãos por pelo menos 20 segundos, especialmente depois de estar em um local público ou depois de assoar o nariz, tossir ou espirrar;
  • Se água e sabão não estiverem disponíveis, use álcool 70%.
  • Evite tocar nos olhos, nariz e na boca com as mãos não lavadas.
  • Uso de máscara em ambientes fechados.
  • Uso de máscara em Unidades de Saúde.

A pessoa com sintomas de gripe deve procurar uma unidade de saúde próxima a sua casa e passar por consulta médica.

Sinais e sintomas do coronavírus são principalmente respiratórios, semelhantes a um resfriado. Podem, também, causar infecção do trato respiratório inferior, como as pneumonias.

Os principais sintomas mais comuns das subvariantes da ômicron são: 
  • Tosse
  • Febre
  • Dores na garganta
  • Dores pelo corpo
  • Prostração (cansaço extremo)
Sintomas leves:
  • febre (temperatura axilar 37,8ºC) ou sensação febril
  • calafrios
  • tosse
  • dor de garganta
  • dor de cabeça
  • congestão nasal (coriza)
  • problemas no olfato ou no paladar

Pacientes sem sintomas e que testaram positivo devem preventivamente entrar em isolamento de sete dias.

Pessoas com gripe ou síndromes respiratórias devem permanecer de quarentena em casa por, pelo menos, cinco dias completos (mesmo que seu teste tenha resultado negativo durante esse período).

Quando realizar o teste?

Exame de Covid busca encontrar as proteínas do SARS-CoV-2 e deve ser realizado a partir do 3º dia de suspeita de sintomas. Sua metodologia também é mais ágil e barata, porque utiliza-se da imunocromatografia, que consiste na geração de cor a partir de uma reação entre o antígeno e o anticorpo.
 

Informe seu email e receba notícias!

Sitevip Internet