Quarta-feira, 28 de julho de 2021
informe o texto

Notícias | Jurídico

Fux dirá a Aziz que CPI pode prender em flagrante a diretora da Precisa

13/07/2021 - 15:05 | Atualizada em 13/07/2021 - 16:51

Diego Escosteguy

Fux dirá a Aziz que CPI pode prender em flagrante a diretora da Precisa

Foto: Marcello Camargo/Agência Brasil

O presidente do Supremo, Luiz Fux, dirá daqui a minutos ao presidente da CPI, Omar Aziz, que sua decisão foi clara: a diretora da Precisa, Emanuela Medrades, tem o direito a não produzir provas contra si, mas não a permanecer em silêncio diante de toda e qualquer pergunta.

Cabe ao presidente da CPI, dirá Fux, determinar se e quando a investigada descumpriu os termos do habeas corpus parcial concedido por ele. Caso a investigada seja advertida e se recuse em responder, Aziz pode interpretar que ela está em flagrante - e, consequentemente, decretar a prisão dela.

Fux disse a pessoas próximas que, ao negar o pedido para que ela nem sequer fosse à CPI, delimitou claramente o alcance do direito concedido à farmacêutica. Se ela pudesse permanecer em silêncio sobre toda e qualquer pergunta, explicou o presidente do Supremo, teria um HC para não ir à CPI.

O presidente do Supremo prefere não ver mais uma depoente presa na comissão e frisará isso a Aziz. Pedirá que isso seja feito somente em último caso.

Provocado, Fux reafirmará por escrito sua decisão em poucos minutos.

 

Informe seu email e receba notícias!

Sitevip Internet