Quinta-feira, 20 de janeiro de 2022
informe o texto

Notícias | Geral

Bolsonaro é eleito ''pessoa corrupta do ano'' por organização internacional de jornalistas

O mundo está de olho no Brasil e não perdoa o estelionato eleitoral

30/12/2020 - 16:49 | Atualizada em 01/01/2021 - 11:49

Jô Navarro

Bolsonaro é eleito ''pessoa corrupta do ano'' por organização internacional de jornalistas

Foto: Presidência

O Projeto Internacional de Relatórios sobre Corrupção e Crime Organizado, organização criada em 2006 que investiga casos de corrupção e crime organizado, formada por um consórcio de centros de investigação, mídia e jornalistas de vários continentes, elegeu o presidente Jair Bolsonaro como o “corrupto do ano”. 

Segundo a organização, que atua sobretudo na Europa, Bolsonaro foi eleito após o escândalo Lava Jato (Lava Jato) como candidato anticorrupção, Bolsonaro se cercou de figuras corruptas, usou propaganda para promover sua agenda populista, minou o sistema de justiça e travou uma guerra destrutiva contra a Amazônia região que enriqueceu alguns dos piores proprietários de terras do país.

“Eleito na onda do escândalo da Lava Jato como um candidato anti-corrupção, Bolsonaro em vez disso se cercou de figuras corruptas, usou propaganda para promover sua agenda populista, minou o sistema de justiça brasileiro e travou uma guerra destrutiva contra a Amazônia, que enriqueceu alguns dos piores proprietários de terras do Brasil”, afirma a OCCRP (sigla em inglês).
"A família de Bolsonaro e seu círculo íntimo parecem estar envolvidos em uma conspiração criminosa em andamento e têm sido regularmente acusados ​​de roubar as pessoas"


Segundo a organização, Bolsonaro foi escolhido"por causa de sua hipocrisia". O presidente brasileiro bateu outros fortes candidatos, o presidente dos EUA, Donald Trump, o presidente da Turquia Recep Erdogan e o oligarca da Ucrânia Ihor Kolomoisky.

“A família de Bolsonaro e seu círculo íntimo parecem estar envolvidos em uma conspiração criminosa em andamento e têm sido regularmente acusados ​​de roubar as pessoas.” disse Drew Sullivan, editor do OCCRP e juiz do painel. “Essa é a definição de livro de uma gangue do crime organizado.”

Essas conexões incluem :
  • Seu filho Carlos, vereador do Rio de Janeiro, está sendo investigado por um esquema de repartição de salários na cidade. A ex-mulher de Jair também está envolvida em um esquema de divisão de salários.
  • Seu filho Flavio e outros associados estão envolvidos em um longo escândalo envolvendo suas atividades como deputado, onde ele supostamente dirigia uma rede de corrupção que lavava dinheiro e cometia fraudes.
  • Mais sinistro, Flavio contratou os familiares de um homem acusado de dirigir um esquadrão da morte paramilitar que invadiu violentamente áreas do Rio de Janeiro por meio de violência e execuções sumárias, incluindo o assassinato de uma vereadora LGBT negra do Rio.
  • Quando personalidades dos órgãos jurídicos e anticorrupção do país investigaram seu filho Flavio, Bolsonaro tentou minar as investigações mudando o chefe da Polícia Federal.
  • Aliados importantes e seu filho Eduardo fizeram uma campanha de propaganda para enganar os eleitores.
  • Seu amigo e aliado Marcelo Crivella, o prefeito do Rio de Janeiro, foi preso por operar o que os promotores disseram ser uma organização criminosa destinada a arrancar lucros do gabinete do prefeito.

As ações do Bolsonaro não afetam apenas o Brasil. Ele abriu grandes extensões da Amazônia à exploração por aqueles que já haviam se beneficiado da destruição da região crítica e ameaçada.

Em anos anteriores foram vencedores o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro (2016), da Rússia, Vladimir Putin (2014), e o presidente do Azerbaijão, Ilham Aliyev (2012). 

TODOS OS VENCEDORES

 2020: Jair Bolsonaro
 2019: Joseph Muscat
 2018: Danske Bank
 2017: Rodrigo Duterte
 2016: Nicolás Maduro
 2015: Milo Djukanovic
 2014: Vladimir Putin
 2013: Parlamento Romeno
 2012: Ilham Aliyev
 

Informe seu email e receba notícias!

Sitevip Internet