Quinta-feira, 9 de dezembro de 2021
informe o texto

Notícias | Malagueta

GOVERNO TEM QUE ENFRENTAR O MP

16/08/2012 - 11:46

Cícero Henrique

Conversa fiada essa dos promotores do Ministério Público de que o órgão demorou a se manifestar sobre o processo do VLT por depender da juntada de documentos essenciais para o ingresso da ação.

“Existiam inquéritos civis fazendo apurações. Isso depende de uma instrução e de uma opinião técnica, não é tão simples. Hoje, que nós temos acesso a uma série de informações, nós podemos ter uma opinião mais precisa sobre o assunto, que é muito complexo”, afirmou o procurador da República Rodrigo Golívio, segundo a matéria publicada no site Midia News.

É bom frisar que no Brasil tudo é feito em cima da hora, até mesmo por parte do Ministério Público. O povo não tem culpa das mazelas dos órgãos públicos que são verdadeiros sanguessugas do dinheiro público.

Mais uma vez a população é que vai se danar por uma briga política entre o governo e o Ministério Público.

As desculpas agora apresentadas pelo MP só convencem um idiota, o órgão tem obrigação de dar uma resposta coerente e prática para a sociedade e não ficar fazendo desdém.

Pelas declarações de alguns membros do Ministério Público parece que estão torcendo para que essas obras não ocorram, para que o povo continue sofrendo nas latas de sardinhas (ônibus) e filas intermináveis nos pontos.

Infelizmente vemos que o Ministério Público não faz o dever de casa, a saúde está um caos há muitos anos, a desgraça maior fica quando citamos o transporte público, e nada se faz.

Em vez de o Ministério Público insistir para que o VLT só fique nos sonhos dos cuiabanos, o órgão deveria fiscalizar cada centavo da aplicação dos recursos nesse modal de transporte, e não ficar dando explicação “inexplicáveis”, usando termos do juridiquês que a população não entende.

A população entende sim, aperto nos ônibus, espera intermináveis desse caixotes infernais que não cumprem horário, a população sofrendo por falta de atendimento de saúde, haja vista que muita gente não pode pagar um plano de saúde, falta de segurança e etc.

Gostaria que um promotor desses ficasse horas na fila num ponto de ônibus para sentir na pele o que povo passa, devido a ineficiência do transporte público.

O Ministério Público não é o dono da razão, então porque o governo não contrata uma empresa de renome para fazer uma consultoria e auditoria para confrontar com o MP?

Até mesmo na justiça existe o contraditório, o que não pode é um órgão falar isso e aquilo e já é uma decisão sacramentada.

Reconhecemos a importância do MP, mas nada que extrapole o bom senso, o conforto e segurança da coletividade.

Aliás, o MP não se pode se ater ao achismo e picuinhas políticas para agradar este ou aquele, é uma instituição que tem que pensar na coletividade.

Existe um ditado: O que começa mal, termina mal.

Infelizmente muitas coisas em Mato Grosso e no Brasil só começam mal, e somente depois que o MP age (quando age em alguns casos).

Temos que reverter esse lado da moeda, é urgente acompanhar desde o inicio o projeto, organograma, custos financeiros, planilhas de custos etc.

Mas não depois de meses, depois de intensa propaganda, recursos alocados aqui e ali, projetos enviados para a Fifa.

Infelizmente, as coisas aqui acontecem de trás para a frente, é como querermos primeiro construir o teto para depois o alicerce.

Mais uma vez quem vai pagar por esse atraso é o povo. Cuiabá, por ter suas ruas estreitas, estar distante dos grandes centros, geralmente é a última região do país a ser atendida tecnologicamente e a população infelizmente ficará sem uma modalidade de transporte avançado , eficiente, rápido.

Até mesmo no agronegócio a regra é a modernidade, eficiência e tecnologia. Pelo jeito, a Capital ficará distante dos recursos tecnológico disponíveis que o agronegócio conquistou, e cada dia vem se avançando mais.

Que Deus ilumine o juiz federal Julier, para que seja um mediador sem vinculo político com este ou aquele, mas sim focando o bem estar da coletividade, no caso a população de Cuiabá e Várzea Grande.

 

Informe seu email e receba notícias!

Sitevip Internet