Segunda-feira, 6 de dezembro de 2021
informe o texto

Notícias | Legislativo

Simon : 'A CPI não saiu do lugar e esquece o principal'

17/05/2012 - 20:59

Redação

Instalada há quase um mês, a Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) criada no Congresso Nacional para investigar uma rede de corrupção montada pelo empresário goiano Carlos Augusto de Almeida Ramos, o Carlinhos Cachoeira, “ainda não saiu do lugar”, conforme o senador Pedro Simon (PMDB-RS).

Formada por 32 deputados e senadores, com maioria governista, a CPI do Cachoeira, segundo o senador, deveria investigar as ligações de Cachoeira com políticos e governadores, além da extensão dos negócios da construtora Delta, a principal empreiteira do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e das obras milionárias da Copa.

Simon estranha que o governo alegue que não tem nada a ver com a venda da Delta R$ 1,00 para o frigorífico JBS, que tem como sócio o Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES).

- Como o governo pode afirmar que não tem nada a ver com o negócio? O BNDES não é um banco estatal, do governo? – questiona Simon. Para o senador, com a troca de controlador da empreiteira, “os contratos superfaturados em concorrências manipuladas, continuam em andamento”.

O ex-dono da empresa, Fernando Cavendish, que na opinião de Simon também deveria ser convocado pela CPI, já anunciou que vai morar nos Estados Unidos.

ARTIGO: Leia o artigo do senador Pedro Simon sobre o assunto: “CPI em risco”, publicado em O Globo, dia 15/05/2012. Está disponível no blogHTTP://senadorpedrosimon.blogspot.com

Frases do discurso de hoje do senador Pedro Simon (17/05/2012) no twitter (@simonimprensa):

· Simon lembra concorrências viciadas em que a Delta oferecia preço baixo e, depois de vencer, aumentava o valor com aditivos aos contratos.

· Simon conta história da CPI do impeachment para reforçar tese de que as comissões funcionavam ‘para valer’.

· Simon: Decisões no Senado e na CPI são tomadas por meia dúzia, enquanto nós, os demais senadores, parecemos marionetes.

· Desperdício de dinheiro é crônico no Brasil, diz Simon, citando gastos milionários com a Copa.

· Simon: Governo diz que não tem nada a ver com a compra da Delta. “Mas o BNDES é sócio da empresa que comprou a construtora!”

· Simon: Uma CPI em pleno andamento e ignora negócio da Delta por R$ 1,00 a um frigorífico.

· Simon: CPI do Cachoeira ignora fatos graves, apesar dos inquéritos da polícia federal apontaram crimes graves.

· Simon recorda CPIs das ONGs e dos cartões corporativos com gastos secretos. “Não deram em nada”.

· Simon lembra CPIs do passado, que cassaram parlamentares e afastaram um presidente da República.

· Simon estranha que a CPI do Cachoeira também não convoca Fernando Cavendish, dono da Delta, que vendeu a empresa por R$ 1,00.

 

Informe seu email e receba notícias!

Sitevip Internet