Segunda-feira, 18 de janeiro de 2021
informe o texto

Notícias | Artigos

Nojo de políticos corruptos

11/03/2020 - 10:30 | Atualizada em 11/03/2020 - 11:17

Cícero Henrique

Tem problema ter nojo de gente? Estava pensando nos fatos vergonhosos que vem acontecendo na política cuiabana. A pergunta foi um tiro à queima roupa. Precisava responder. Não se deixa uma granada destampada impunemente.

Claro que não. Nenhum problema. Somos livres para sentir e pensar qualquer coisa. Dentro de nós, ninguém entra. E ninguém manda. Sentimento não tem lei. Não obedece ordem. Alma é bicho solto. Ninguém doma. No máximo ensina a disfarçar. Dá uma polida geral.

Nossos segredos, vontades, pensamentos mais secretos? Só nossos para sempre. E sem problema nenhum. Posso sim ter ciúme, inveja, raiva, nojo. Tudo pode. Não é feio. Não é mal.

Se sinto o que vou fazer? Me obrigar a não sentir? Nem adianta. O problema não é o que sinto. É o que cada faço a respeito disso.

Quando os principais personagens dessa sujeira na Câmara Municipal de Cuiabá e da Prefeitura de Cuiabá, fico com a face contorcida de repulsa e nojo.

Em um artigo, o Dr. Val Curtis argumenta que evitar o que nos dá nojo é essencial para prevenir a transmissão de todas as grandes doenças infecciosas. Nesse caso o mal a evitar é a corrupção, evitar pessoas rasteiras, pessoas que contamina  como virus só coisa ruins. Por isso a distância até mesmo nas entrevistas é um movimento para reduzir o risco.

Mas infelizmente muita gente não tem nojo de políticos bandidos e corruptos, de uma forma ou outra aceita, convive, em geral aceita o cheiro 'agradável' da corrupção.

Para mim político corrupto causa asco– como fezes, vômito, cuspe, meleca, pus, larvas de insetos, comida podre, para citar algumas unanimidades. Em geral, as coisas que nos causam repulsa são fontes potenciais de riscos à saúde.

É o que esses bandidos corruptos causam.

 

 

 

 

Informe seu email e receba notícias!

Sitevip Internet