Quinta-feira, 22 de fevereiro de 2024
informe o texto

Notícias | Executivo

Lula evita comentários sobre operação contra aliados de Bolsonaro, alfineta o ex-presidente

POLÍCIA FEDERAL

08/02/2024 - 10:40

Redação

Lula evita comentários sobre operação contra aliados de Bolsonaro, alfineta o ex-presidente

Foto: Reprodução

Lula se esquivou de dar qualquer posicionamento sobre as ações em andamento, visto que as investigações tramitam em segredo de Justiça, mas fez um apelo para que os agentes que cumprem os mandados respeitem a legalidade processual. “Eu espero que a Polícia Federal faça a coisa do jeito mais democrático possível, que não haja nenhum abuso, que cumpra o que a Justiça determinou, e depois apresente para a sociedade o resultado daquilo que eles encontraram”, disse.

Sobre o envolvimento de personagens a política bolsonarista como o general Heleno, Walter Braga Netto e Valdemar Costa Neto, Lula se limitou a reafirmar a necessidade de se investigar os iniciadores, financiadores e executores da tentativa de golpe no País.

“Obviamente que tem muita gente envolvida, eu acho que tem muita gente que vai ser investigada porque o dado concreto é que houve uma tentativa de golpe, uma política de desrespeito a democracia, houve a intenção de destruir o que nós construímos há tantos anos e essa gente tem de ser investigada. Nós queremos saber quem financiou, quem é que pagou, quem financiava os acampamentos”, declarou o petista.

Lula ainda teceu críticas ao ex-capitão, afirmando que Bolsonaro teria fugido chorando do Brasil para não ter de passar a faixa presidencial a ele. “O cidadão que estava no governo não estava preparado para ganhar, para perder ou para sair. Tanto é que não teve nem coragem de me dar a posse, saiu chorando e foi embora para os EUA porque ele deve ter participado dessa construção da tentativa de golpe”, afirmou.

Questionado se entende que o fio do novelo das investigações levaria a Bolsonaro, Lula diz que a tentativa de golpe teria dificilmente acontecido sem a presença do ex-capitão. “Eu acho que não teria acontecido sem ele. O comportamento dele foi muito diferente. Primeiro, antes das eleições, ele passou o tempo inteiro mentindo sobre as eleições, mentindo sobre as urnas, criando suspeição em uma urna que foi responsável pela eleição dele em 2018. Na verdade, foi uma estratégia para instaurar na sociedade um descrédito e a partir dali você pode fazer qualquer coisa, inclusive acabar com esse processo”, comentou Lula.

Ainda sobre possíveis investigações contra do ex-presidente, Lula reafirma a necessidade de se seguir a legalidade. “Eu quero que o senhor Bolsonaro tenha a presunção de inocência que eu não tive”, disse.

 

Informe seu email e receba notícias!

Sitevip Internet