Quarta-Feira, 21 de Agosto de 2019

Mato Grosso
Quinta-Feira, 11 de Julho de 2019, 08h:02

BENEFÍCIOS FISCAIS

Max Russi propõe aumentar incentivo a municípios com baixo IDH

A emenda do parlamentar ao projeto que trata dos incentivos fiscais em MT poderá incrementar a matriz econômica das menores cidades do estado

Redação

Caldeirão Político

Deputado estadual Max Russi

Uma proposta do primeiro-secretário da Assembleia Legislativa, deputado Max Russi (PSB), pretende aumentar de 5% para 10% os benefícios fiscais destinados aos municípios, que apresentam o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), abaixo da média estadual. A intenção é fomentar a industrialização das regiões mais carentes do estado.

A emenda do parlamentar ao Projeto de Lei Complementar nº 53/2019, de autoria do Executivo estadual e que trata dos incentivos fiscais em Mato Grosso, poderá incrementar a matriz econômica das menores cidades de Mato Grosso.

Max Russi avalia que, caso haja essa elevação no percentual do valor destinado aos pequenos municípios, esse definido pelo Conselho Deliberativo dos Programas de Desenvolvimento do Estado de Mato Grosso (Condeprodemat), ajudaria no crescimento das pequenas cidades, promovendo a implantação de novas empresas e a geração emprego e renda.

"Os municípios mais pobres do estado, com mais dificuldade, que estão perdendo a sua população, precisam ter melhor apoio para algum investimento", argumentou o deputado.

Outro ponto defendido pela nova redação, apresentado pelo deputado Max Russi, é o atendimento aos anseios de justiça social, previsto no artigo 170 da Constituição Federal.

"Não podemos limitar o nosso olhar apenas aos grande polos. Os pequenos municípios são essenciais para o desenvolvimento de nosso estado. Precisamos fomentar a economia das pequenas cidades, incentivar o surgimento de novos postos de trabalho e assim reduzir as desigualdades regionais e sociais", defendeu.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO