Imprimir

Imprimir Notícia

20/10/2021 - 18:08 | Atualizada: 23/10/2021 - 08:57

Desembargador pede informações ao CCC antes de decidir sobre prisão de Antônio Monreale Neto

O desembargador Marcos Machado decidiu converter o pedido da Defesa do advogado Antônio Monreal Neto em diligência para requisitar informações ao Diretor do Centro de Custódia da Capital sobre a situação prisional do investigado, em especial sobre as condições do local onde ele se encontra.

Machado fixou o prazo de 24 horas. 

Somente depois que receber as informações o desembargador vai decidir sobre o pedido da defesa, que requereu o benefício da prisão domiciliar.

Neto, como é conhecido, é Chefe de Gabinete de Emanuel Pinheiro. Teve a prisão temporária decretada pelo desembargador Luis Ferreira, a pedido do NACO/GAECO, que alegou que o investigado obstruiu as investigações ao ordenar que servidores da Secretaria Municipal de Saúde não entregassem documentos ao MP.

O investigado encontra-se no Centro de Custódia de Cuiabá.
 
 Imprimir