informe o texto

Notícias | Executivo

Pesquisa Quaest: Aprovação de Lula volta a crescer

GOVERNO LULA

10/07/2024 - 13:18 | Atualizada em 10/07/2024 - 13:24

Redação

Pesquisa Quaest: Aprovação de Lula volta a crescer

Foto: Reprodução

A pesquisa realizada pela Quaest Pesquisa e Consultoria, encomendada pela Genial Investimentos e divulgada nesta quarta-feira (10/7), revela uma mudança significativa na aprovação do presidente Lula. Entre os dias 5 e 8 de julho, foram entrevistadas 2 mil pessoas, com 16 anos ou mais, em 120 municípios do Brasil. O resultado indica que a aprovação do presidente voltou a se descolar da reprovação, marcando um novo cenário político.

A análise dos dados da pesquisa mostra que o grupo com renda familiar de até 2 salários mínimos foi o que mais impulsionou a melhora na avaliação do trabalho do presidente Lula. A aprovação neste grupo subiu de 62% para 69%, enquanto a reprovação caiu de 35% para 26%, com uma margem de erro de 4 pontos percentuais. Este movimento consolidou uma vantagem de 43 pontos percentuais a favor da aprovação, a maior desde o início do mandato.

Segundo pesquisa Quaest, a aprovação do governo Lula atinge 54% e a desaprovação passa para 43%.No segmento evangélico, a reprovação do presidente Lula permanece maior que a aprovação, 52% contra 42%. No entanto, a diferença de 10 pontos percentuais é a menor desde outubro de 2023. A tendência de queda na reprovação se mantém desde fevereiro de 2024, quando atingiu o ápice de 62%, enquanto a aprovação alcançava apenas 35%.

Entre os eleitores com ensino fundamental, a aprovação subiu de 60% para 65% e a reprovação caiu de 37% para 30%, com margem de erro de 4 pontos. A diferença de 35 pontos percentuais entre os indicadores é a segunda maior desde o início do mandato. Em termos de faixa etária, a aprovação entre eleitores de 16 a 34 anos aumentou de 47% para 48%, enquanto a reprovação caiu de 50% para 47%. Entre eleitores de 35 a 59 anos, a aprovação passou de 50% para 56% e a reprovação de 48% para 41%. No grupo de 60 anos ou mais, a aprovação subiu de 57% para 59% e a reprovação caiu de 40% para 37%, com margem de erro de 3 pontos.

A aprovação entre eleitores que se declaram pardos aumentou de 54% para 59%, enquanto a reprovação caiu de 43% para 37%, com margem de erro de 3 pontos percentuais. Entre os brancos, a aprovação subiu de 45% para 47% e a reprovação de 54% para 50%, com margem de erro de 4 pontos. Para os eleitores que se declaram pretos, a aprovação subiu de 56% para 59% e a reprovação de 40% para 39%, com margem de erro de 5 pontos.

Em relação ao gênero, a reprovação entre o público feminino caiu de 44% para 39%, enquanto no masculino caiu de 51% para 45%. A aprovação entre as mulheres subiu de 54% para 57% e entre os homens de 47% para 50%, com margem de erro de 3 pontos.

A pesquisa também avaliou a percepção geral dos entrevistados sobre o governo Lula. Os resultados indicam que 36% dos entrevistados avaliam o governo de forma positiva, um aumento de 3 pontos percentuais em comparação à pesquisa anterior. A avaliação negativa caiu de 33% para 30%, enquanto 30% consideram o governo regular, uma oscilação de 1 ponto percentual. Aqueles que não souberam ou não responderam somam 4%.

Felipe Nunes, diretor da Quaest Pesquisa e Consultoria, destaca que a economia perdeu protagonismo como o principal problema do país, caindo de 31% para 21% em um ano. A segurança, por outro lado, passou de 10% para 19% como a maior preocupação dos entrevistados. Estes dados refletem uma mudança nas prioridades da população e podem influenciar as estratégias do governo nos próximos meses.

A pesquisa da Quaest mostra uma recuperação na avaliação do presidente Lula, com destaque para o crescimento da aprovação em diversos grupos demográficos. A mudança nas percepções sobre os problemas mais urgentes do país revela que este é o melhor resultado de aprovação do governo no ano, idêntico ao que se observava em dezembro de 2023.

Aqui está a íntegra da pesquisa Quaest.


 

 

Informe seu email e receba notícias!

Sitevip Internet