informe o texto

Notícias | Executivo

Governador de MT critica leis brasileiras para combate ao crime organizado: "são frouxas"

Declaração se deu durante a entrega viaturas para o Programa SER Família Mulher

25/06/2024 - 19:06 | Atualizada em 26/06/2024 - 09:35

Cícero Henrique

Governador de MT critica leis brasileiras para combate ao crime organizado:

Foto: Reprodução

A primeira-dama de Mato Grosso, Virginia Mendes, juntamente com o governador Mauro Mendes União), participaram da entrega de veículos, armamentos e equipamentos para a Polícia Civil nesta terça-feira, no Palácio Paiaguás. 

O investimento de R$ 3,3 milhões é realizado pelo Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp). O secretário de Segurança Pública de Mato Grosso, coronel César Roveri, e a diretora da Polícia Civil, Daniela Maidel, entregaram 11 veículos para atender núcleos de salas de atendimento para vítimas no interior do estado, como suporte às ações do Programa SER Família Mulher. As picapes descaracterizadas serão usadas em ações de retirada dos pertences de vítimas de violência doméstica e familiar, para que elas não se sintam constrangidas durante os atendimentos.

"Leis frouxas"

O governador Mauro Mendes voltou a afirmar, em seu pronunciamento na solenidade, que as leis brasileiras são frouxas e desatualizadas para combater o crime organizado. 

— Estamos fazendo nossa parte para combater o crime organizado com os instrumentos legais que nós temos. Só tenho a agradecer nesse momento aos profissionais da segurança pública, delegados, escrivães, investigadores, todos os profissionais da segurança, porque nós temos diante dessa complexa e deficiente rede de proteção na segurança pública desse país, que começa pelas e leis e passa por diversos instrumentos ineficientes e inadequados. Mas, enquanto eles não são atualizados, não vamos ficar reclamando e vamos fazer a nossa parte, afirmou Mauro Mendes.




Bastidor

Policiais civis ouvidos pela reportagem, que preferem não ter os nomes citados, manifestaram descontentamento durante a solenidade. Para estes, há muito trabalho a ser feito, sobretudo devido a falta de efetivo na corporação, mas tiveram que marcar presença no Palácio Paiaguás para aplaudir o governador e a primeira dama. 

 

Informe seu email e receba notícias!

Sitevip Internet