informe o texto

Notícias | Executivo

Após flexibilizar normas ambientais ao desmatamento, agora Mauro Mendes quer Fundo de Apoio às Florestas

PL ENVIADO À ALMT

07/06/2024 - 13:34 | Atualizada em 08/06/2024 - 10:24

Cícero Henrique

Após flexibilizar normas ambientais ao desmatamento, agora Mauro Mendes quer Fundo de Apoio às Florestas

Foto: Reprodução

O governo de Mato Grosso, sob a liderança do governador Mauro Mendes, está sendo alvo de críticas por suas políticas ambientais que são vistas como contraditórias e prejudiciais. Apesar de um discurso público que aparenta compromisso com a preservação ambiental, diversas ações do governo indicam uma postura favorável à flexibilização das normas ambientais para beneficiar setores como o de mineração.
 

Recentemente, o governo encaminhou projetos à Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso (ALMT) que facilitam atividades mineradoras em áreas de proteção ambiental e tratam de forma mais permissiva a questão do uso de mercúrio, substância altamente poluente. Além disso, a Secretária de Estado do Meio Ambiente perdoou dívidas milionárias de desmatadores e outros criminosos ambientais, ações que contradizem o discurso de conservação e sustentabilidade.
 

Em resposta às críticas, tanto internas quanto internacionais, Mauro Mendes propôs a criação do Fundo de Apoio às Florestas, denominado “Fundo Amigos da Floresta – 3F”. A ideia, segundo o governador, é cobrar países e ONGs ambientalistas para que financiem a preservação ambiental em Mato Grosso, justificando que a manutenção das florestas em pé tem um custo que deveria ser compartilhado globalmente.
 

Durante uma entrevista ao programa Pânico, da rádio Jovem Pan, Mendes expressou que aqueles que desejam a preservação devem contribuir financeiramente, caso contrário, deveriam focar na preservação em seus próprios países. Essa postura foi criticada por opositores na ALMT, que veem o fundo como uma tentativa de desviar a atenção das falhas na gestão ambiental do estado e uma forma de tentar angariar recursos sem um compromisso real com a preservação.
 

Essas ações e propostas indicam uma estratégia dupla por parte do governo estadual: enquanto externamente se apresenta como defensor da preservação ambiental, internamente adota medidas que facilitam a exploração de recursos naturais e enfraquecem a fiscalização e penalização de crimes ambientais.

https://www.caldeiraopolitico.com.br/noticia/77032/mutirao-de-conciliacao-da-sema-mt-perdoa-multas-milionarias-e-desembarga-areas-afirma-promotora


 

 

Informe seu email e receba notícias!

Sitevip Internet