informe o texto

Notícias | Malagueta

OPERAÇÃO RAGNATELA: INTERLOCUTORES DO CV "PRESSIONARAM" PREFEITO, VEREADORES PARA LIBERAR EVENTO

POLÍCIA CIVIL

07/06/2024 - 09:15 | Atualizada em 07/06/2024 - 09:52

Cícero Henrique

A Operação Ragnatela, deflagrada pela Força Integrada de Combate ao Crime Organizado de Mato Grosso (Ficco), tem sido destaque nas páginas policiais e de notícias do estado de Mato Grosso. A operação investiga um esquema de lavagem de dinheiro ligado à organização criminosa Comando Vermelho. A complexidade e a gravidade das atividades investigadas trouxeram à tona tentativas de influenciar figuras públicas de alto escalão.
 

De acordo com as investigações e interceptações telefônicas realizadas pela Polícia Federal, Elzyo Jardel Xavier Pires, um promotor de eventos, tentou articular uma reunião com o governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (União Brasil), com o objetivo de beneficiar a organização criminosa. Para tanto, Pires buscou intermediários, incluindo um deputado estadual, para discutir a possível remoção de uma promotora de Justiça em Cuiabá que estava dificultando os interesses do grupo.
 

As conversas interceptadas revelaram que o deputado estadual mencionado, descrito como alguém próximo ao governador e envolvido em eventos, referiu-se ao prefeito de forma desrespeitosa. Esse detalhe acrescenta uma camada de intriga e mostra a influência e as conexões pessoais que a organização criminosa tentava explorar para alcançar seus objetivos.
 

Esses eventos sublinham os desafios enfrentados pelo estado de Mato Grosso não apenas na área de segurança pública, mas também em termos de integridade e governança. A operação Ragnatela expõe a necessidade contínua de vigilância e ação eficaz contra a corrupção e o crime organizado, destacando a complexa teia de relações que podem comprometer a administração pública.

 

 

Informe seu email e receba notícias!

Sitevip Internet