informe o texto

Notícias | Geral

UFMT lança 23ª mostra latino-americana com exibição de curtas de MT e distribuição de livro

Evento dedicado à Mostra de Audiovisual Universitário e Independente da América Latina terá lançamento de iniciativas e abertura de inscrições

13/05/2024 - 10:41

Redação

UFMT lança 23ª mostra latino-americana com exibição de curtas de MT e distribuição de livro

Foto: Divulgação

O Cineclube Coxiponés da Universidade Federal de Mato Grosso lança, na próxima quarta-feira (15/05), a 23ª edição da MAUAL - Mostra de Audiovisual Universitário e Independente da América Latina. Uma iniciativa que vem se consolidando há mais de duas décadas como a principal janela para a produção audiovisual de curta duração universitária e independente de Mato Grosso, em Cuiabá, no coração da América do Sul. Com o tema "Descaminhos do centro", escolhido para a edição deste ano, a MAUAL celebra as interconexões culturais e a potência das produções realizadas fora dos grandes centros.

 

O lançamento será realizado no Teatro Universitário da UFMT, a partir das 19h. Compõem a programação os lançamentos da TV MAUAL, iniciativa do curso de Cinema e Audiovisual da UFMT, e do segundo volume da coletânea 'Cinema e Audiovisual em Mato Grosso', projeto editorial do Cineclube Coxiponés. Os livros serão distribuídos gratuitamente na ocasião. A noite terá ainda exibição de curtas mato-grossenses premiados na edição anterior.

 

O evento também marca a abertura de inscrições de curtas-metragens para a mostra competitiva da 23ª MAUAL, realizadas pelo site https://www.mostrauniversitariaufmt.com. A supervisora do Cineclube Coxiponés, Letícia Capanema, adianta que a novidade deste ano será a categoria competitiva de videoclipes universitários. Ela também destaca novas e renovadas parcerias e ações. 

 

"Nesta edição, tivemos o privilégio de contar com o olhar do querido artista visual André Gorayeb para retratar o tema da MAUAL 2024. Também damos continuidade às profícuas parcerias com o Sebrae Mato Grosso e com nossa produtora executiva Danielle Bertolini, por meio realização, dentre outras ações, da segunda edição do Maual Lab - Laboratório de Desenvolvimento de Projetos Audiovisuais da MAUAL. Além de diversos novos parceiros e apoiadores que serão divulgados ao longo da nossa programação expandida", reforça. 

 

Com tema "Descaminhos do centro", a 23ª Mostra de Audiovisual Universitário e Independente da América Latina (MAUAL) faz referência aos Caminhos de Peabiru: antigas rotas realizadas por povos originários que cruzavam a América do Sul conectando diferentes regiões, do litoral sul brasileiro ao Peru, muito antes da chegada dos colonizadores europeus. “Um tema que nos desafia a repensar nossas relações com o território, desconfinar horizontes e experimentar outras vivências e realidades, revelando a potência da produção audiovisual feita fora dos grandes centros", explica Letícia Capanema.

 

Nessa perspectiva, a mostra compreende o audiovisual como uma ferramenta poderosa. "Por meio de imagens e sonoridades, a Mostra nos impele a caminhar por novos territórios, renovando nossa capacidade de imaginar o mundo e de terrexistir. Em meio a esse convite à sensibilidade, somos instigados a enxergar a América Latina para além de suas fronteiras, reconhecendo-a como lugar onde sonhos e lutas se entrelaçam", diz trecho do texto de apresentação do tema.

 

Exibição de filmes 

 

Durante o lançamento da 23ª Maual, serão exibidos cinco curtas-metragens mato-grossenses premiados na edição anterior da mostra competitiva. São eles: 'Bixas Pretas: Entre o amor e os afetos', de Diego Cavalcante, melhor curta universitário pelo júri popular; 'O marinheiro perdido na ilha de pedra', de Lima Pereira, melhor curta brasileiro universitário experimental pelo júri oficial; 'Pinjawuli: o veneno me alcançou', de Bih Kezo, melhor curta brasileiro independente experimental; 'Itinerário de Cicatrizes', de Glória Albues, melhor curta mato-grossense; e 'Entrelaços', de Sophia Cardoso, melhor curta curtíssimo.

 

Cinema e Audiovisual em Mato Grosso - Vol.2

 

Iniciativa do Cineclube Coxiponés da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), 'Cinema e Audiovisual em Mato Grosso - Vol.2' reúne artigos, relatos de experiência, análises, críticas e entrevistas de pesquisadores, realizadores e coletivos que apresentam um panorama histórico e situa a paisagem contemporânea das produções mato-grossenses. O livro é organizado pelos professores de Comunicação da UFMT Aline Wendpap, Diego Baraldi, Gilson Costa e Letícia Capanema.

 

"A diversidade de narrativas, de propostas estéticas, de temáticas e de formatos atesta, ao nosso Estado, um lugar de reconhecimento na cena cinematográfica nacional. Admitindo esse cenário, o segundo volume do livro Cinema e Audiovisual em Mato Grosso reafirma o seu desafio no sentido de proporcionar um reconhecimento a essas iniciativas e contribuir para a história e memória de realizadores, entusiastas e profissionais, bem como de suas respectivas obras, experiências e afetações", descrevem os organizadores. 

 

O novo volume que será lançado na quarta-feira (15/05) atesta e reafirma o objetivo da obra de incentivar a produção de realizadores e pesquisadores da região, animando a "missão de não deixar se perder, entre frestas de luz e sombras, a trajetória de nosso cinema".

 

TV MAUAL

 

Realizada por alunos do departamento de Comunicação da UFMT, a TV MAUAL reúne imagens de arquivo e depoimentos que compõem o acervo do Cineclube Coxiponés em uma série de programas em formato televisivo de até dez minutos de duração. O projeto tem coordenação do professor do curso de Cinema e Audiovisual Moacir Francisco Barros. O primeiro episódio, que será exibido durante o lançamento da 23ª MAUAL, revisita a trajetória da Mostra Universitária da UFMT, que se tornou latino-americana e passou a abranger a produção independente, se consolidando como a principal vitrine para a produção mato-grossense de curta duração. 

 

Informe seu email e receba notícias!

Sitevip Internet