informe o texto

Notícias | Executivo

Lula decreta GLO nos portos e aeroportos; Exército e Aeronáutica fortalecem ações nas fronteiras do PR, MT e MS

Operação integrada foca ainda nas fronteiras do Paraná, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul

01/11/2023 - 17:56 | Atualizada em 02/11/2023 - 16:52

Da Redação

O presidente Luis Inácio Lula da Silva assinou decreto para Garantia da Lei e da Ordem (GLO) nos portos e aeroportos do Rio de Janeiro e São Paulo. 

Ao lado do ministro da Justiça e Segurança Pública Flávio Dino e de representantes das Forças Armadas, Lula lançou a operação integrada de combate ao crime organizado. 

As medidas são:
  • Decreto de Garantia da Lei e da Ordem restritas ao Porto do Rio de Janeiro, de Santos e de Itaguaí, além dos Aeroportos do Galeão e de Guarulhos. Tudo isso com atuação das Forças Armadas em articulação com a Polícia Federal.
  • Exército e Aeronáutica fortalecerão imediatamente as ações relativas à faixa de fronteira do Brasil com outros países, com foco no Paraná, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. 
  • A Marinha ampliará a atuação, junto à Polícia Federal, na Baía de Guanabara, Baía de Sepetiba, acessos marítimos ao Porto de Santos e Lago de Itaipu.
  • Comitê de acompanhamento integrado por Forças Armadas e Polícias Federais, funcionando sob coordenação do Ministério da Justiça e Segurança Pública e do Ministério da Defesa.
  • O ministério da Justiça e segurança Pública e o Ministério da Defesa apresentarão plano de modernização tecnológica para a atuação da Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Penal Federal, Exército, Marinha e Aeronáutica, visando melhorar a atuação em portos, aeroportos e fronteiras.
  •  A PF ampliará as ações de inteligência e as operações de prisões e apreensões de bens pertencentes às quadrilhas e milícias, especialmente no Rio de Janeiro.
  • Reforço de efetivos e equipamentos, com mobilizações extras na Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e Força Nacional, em São Paulo, Rio de Janeiro, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Paraná.
  • A PRF e a Força Nacional manterão os efetivos extras que já estão atuando no policiamento ostensivo no Rio de Janeiro, nas rodovias federais.
  • O Ministério da Justiça e Segurança Pública, em conjunto com o Governo do Estado do Rio de Janeiro, vai implantar o CIFRA (Comitê Integrado de Investigação Financeira e Recuperação de Ativos), visando enfraquecer o poder financeiro das quadrilhas.
Sobre a atuação nas fronteiras, o presidente Lula esclareceu: 

“Neste caso não é necessário GLO. Na faixa de fronteira, o Exército e a Aeronáutica atuarão em articulação com a Polícia Federal e a Polícia Rodoviária Federal”.

Haverá ainda reforços de efetivos e equipamentos da Polícia Federal, da Polícia Rodoviária Federal e da Força Nacional nos cinco estados.

A Marinha também será mobilizada e deverá ampliar atuação, em articulação com a Polícia Federal, na Baía da Guanabara (RJ), Baía de Sepetiba (RJ), nos acessos marítimos ao Porto de Santos e no Lago de Itaipu. 

O MJSP e o Ministério da Defesa coordenarão comitê de acompanhamento das ações e deverão apresentar plano de modernização tecnológica para atuação da PF, PRF, Polícia Penal Federal, Exército, Marinha e Aeronáutica, visando melhorar a atuação em portos e aeroportos e fronteiras.
 

Informe seu email e receba notícias!

Sitevip Internet