informe o texto

Notícias | Legislativo

PF investigará Gilberto Cattani, acusado de violência política de gênero

06/09/2023 - 18:12 | Atualizada em 14/09/2023 - 13:19

Cícero Henrique

PF investigará Gilberto Cattani, acusado de violência política de gênero

Foto: ALMT

A vereadora Maysa Leão (Republicanos) registrou boletim de ocorrência na Delegacia Especializada de Defesa da Mulher contra o deputado bolsonarista Gilberto Cattani (PL)  por violência política de gênero. O crime é investigado na esfera federal. 

A informação foi divulgada pela assessoria da parlamentar. Maysa Leão esteve com a delegada titular da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher em Cuiabá, Judá Maali Pinheiro Marcondes, ao registrar a denúncia.

A vereadora denunciou o caso também ao Ministério Público, pedindo que Cattani seja penalizado por difamação e incitação à prática de crime. Por sua vez, o bolsonarista processa Maysa por calúnia e pede uma indenização de R$ 50 mil. 

A denúncia foi apresentada também na Assembleia Legislativa. O presidente da Casa, deputado Eduardo Botelho, ficou irritado com o comportamento do bolsonarista, chamou-o para uma conversa e encaminhou o caso para análise da Comissão de Ética

Vereadora e deputado se enfrentaram  por conta de uma postagem feita pelo bolsonarista no Instagram. Maysa alega que Cattani, ao postar um recorte de 90 segundos, incita seus seguidores a ter a percepção de que ela estaria defendendo estupradores.

Segundo a vereadora, ela e familiares sofreram ameaças após a postagem do deputado.

Gilberto Cattani, bolsonarista raiz, protagonizou outra polêmica quando comparou a gestação humana com a de vacas. O caso foi parar na Comissão de Ética da Assembleia Legislativa, que rejeita qualquer punição mais dura que uma censura.
 

Informe seu email e receba notícias!

Sitevip Internet