informe o texto

Notícias | Brasil

PF encontra na casa de Anderson Torres proposta de decreto de intervenção no TSE

12/01/2023 - 16:19 | Atualizada em 13/01/2023 - 13:08

PF encontra na casa de Anderson Torres proposta de decreto de intervenção no TSE

Foto: Marcello Casal Jr / Agência Brasil

Durante busca e apreensão na casa do ex-ministro da Justiça Anderson Torres, a Polícia Federal (PF) encontrou uma proposta de decreto para que o Jair Bolsonaro (PL) instaurasse estado de defesa no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) enquanto ainda ocupava o cargo de presidente da República.

O objetivo do texto é reverter o resultado da eleição presidencial, da qual Luiz Inácio Lula da Silva (PT) saiu vitorioso. Segundo a minuta de decreto, a intenção era instaurar estado de defesa na sede do TSE, para tentar reverter o resultado da eleição. A medida seria inconstitucional. 

Anderson Torres teve a prisão preventiva decretada nesta semana pelo ministro Alexandre de Moraes e ratificada pelo plenário do STF, por maioria. Apenas os ministros indicados por Jair Bolsonaro, André Mendonça e Nunes Marques, votaram contra a prisão do ex-secretário de Segurança do Distrito Federal.

A informação foi publicada em primeira mão pelo portal Folha de São Paulo.

Advogado nega autoria
O advogado de defesa de Anderson Torres, Rodrigo Roca, admitiu à CNN Brasil que o ex-ministro estava com o documento, mas não o teria redigido. “Não é da autoria dele o documento. Eram diárias as abordagens feitas por populares ao ministro da Justiça e a mim mesmo como secretário nacional do Consumidor pedindo que levasse ao presidente algum tipo de sugestão”, disse Roca.

Anderson Torres foi nomeado secretário de Justiça do Distrito Federal, viajando em seguida para a Flórida, nos Estados Unidos. No dia da invasão terrorista nas sedes dos três Poderes, Torres teria sonegado informações para o governador Ibaneis Rocha e facilitado o avanço dos bolsonaristas, que depredaram o STF, Congresso nacional e Palácio do Planalto. No mesmo dia Ibaneis Rocha exonerou Torres do cargo de secretário. 

O ex-ministro deve retornar no sábado, quando se entregará à Polícia Federal.

Mais informações a qualquer momento.
 

Informe seu email e receba notícias!

Sitevip Internet