Terça-feira, 16 de agosto de 2022
informe o texto

Notícias | Brasil

Logo após prisão de Milton Ribeiro, esposa disse que ''ele estava sabendo'' que seria alvo da PF

25/06/2022 - 08:05 | Atualizada em 25/06/2022 - 08:34

Da Redação

Logo após prisão de Milton Ribeiro, esposa disse que ''ele estava sabendo'' que seria alvo da PF

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Em conversa interceptada pela Polícia Federal no dia da prisão, a esposa do ex-ministro da Educação Milton Ribeiro, Myrian Ribeiro, disse que ele já "estava sabendo" que seria alvo da Polícia Federal. O ex-ministro foi preso na quarta-feira (22) e, por ordem judicial, foi solto no dia seguinte. O interlocutor, Edu, seria o genro do casal Ribeiro.

“Ele não queria acreditar, mas ele... ele estava sabendo. Para ter rumores do alto (...) é porque o negócio já estava certo", disse Myrian em interceptação telefônica autorizada pela Justiça.

Em outra conversa gravada pela PF, o próprio Milton Ribeiro fala para a filha que o presidente ligou para ele falando de um pressentimento'. "Ele acha que vão fazer uma busca e apreensão em casa, sabe? Bom, isso pode acontecer, se houver indícios, mas não há porquê"

As conversas revelam o vazamento da operação Acesso Pago.  O MPF vê possível interferência ilícita do Presidente da República Jair Bolsonaro.  O caso foi remetido ao Supremo Tribunal Federal (STF) por esse motivo e está sob a relatoria da ministra Cármen Lúcia.

Os agentes não registraram a conversa do ministro com o presidente e suspeitam que esta se deu por meio de outro telefone ou aplicativo.

Acesso Pago
A operação apura tráfico de influência no MEC por parte dos pastores Gilmar Santos e Arilton Moura, que cobravam depósitos em dinheiro para liberar recursos da pasta aos municípios. A extorsão foi confirmada por diversos prefeitos que foram abordados pela dupla. Em uma das ocasiões, foi pedido um quilo de ouro.

Segundo áudio divulgado, Milton Ribeiro falou que atendia pedido do presidente para priorizar a prefeituras cujos pedidos de liberação de verba foram negociados por dois pastores que não têm cargo e atuam em um esquema para obter verbas do MEC.
 

Informe seu email e receba notícias!

Sitevip Internet