Terça-feira, 16 de agosto de 2022
informe o texto

Notícias | Legislativo

"Prefeito deveria processar os fantasmas contratados na gestão dele", diz vereador

Emanuel Pinheiro quer ser indenizado por danos morais pelo vereador Dilemário Alencar (Podemos) por repercutir a operação Chacal, que denunciou fantasmas no HMC durante a pandemia

24/06/2022 - 10:58 | Atualizada em 29/06/2022 - 07:55

Redação

Foto: Reprodução

O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) e o vereador Dilemário Alencar (Podemos) participaram nesta quinta-feira (23) de audiência de conciliação virtual realizada no 4º Juizado Especial Cível de Cuiabá. Entretanto, não houve conciliação entre ambos, e o processo continua.

O motivo da audiência se deve ao fato de o prefeito ter promovido processo por danos morais contra Dilemário. O chefe do executivo alega que o parlamentar deve ser condenado a pagar o valor de R$ 30 mil, como forma de indenização, por ter sofrido dano moral devido a distribuição vídeo fake news sobre a “Operação Chacal”. 

A Operação Chacal, deflagrada no dia 03 de maio, pela Delegacia Especializada de Combate a Corrupção - Deccor, apontou que pedreiro, chacareiro, pintor e motorista de aplicativo foram contratados na gestão do prefeito Emanuel como médicos fantasmas. 

“Não teve como fazer conciliação porque não tem fundamento a acusação do prefeito. O vídeo que eu divulguei apenas repercutiu a operação policial que revelou que na época da Covid -19 servidores fantasmas foram contratados na secretaria municipal de saúde recebendo altos salários para atuar de forma enganosa em unidades de saúde. Oras! Quem era o prefeito de Cuiabá na época da crise da Covid-19? Era o Emanuel Pinheiro. Então que fake news eu cometi?”, indagou o vereador Dilemário.  

O parlamentar disse que a tática do prefeito de processar os vereadores da oposição para tentar arrefecer a fiscalização que fazem, já está manjada. Pontuou, que não vai se intimidar, e que vai continuar fiscalizando a gestão do prefeito, principalmente na área da saúde, onde virou uma usina de escândalos de corrupção e o caos aumenta a cada dia. 

"Ao invés do prefeito me processar, ele deveria era processar os fantasmas contratados na gestão dele. Aconselho também, que ocupe o tempo dele para tapar os buracos da cidade e não deixar faltar médicos e remédios nas unidades de saúdes”, concluiu o vereador Dilemário Alencar. 
 

Informe seu email e receba notícias!

Sitevip Internet