Terça-feira, 17 de maio de 2022
informe o texto

Notícias | Brasil

CPI para derrubar candidatura de Sergio Moro vai, na verdade, torná-lo popular

Tramada por políticos condenados e investigados, CPI contra Moro terá efeito contrário ao planejado

24/01/2022 - 12:48 | Atualizada em 25/01/2022 - 14:58

Jô Navarro

CPI para derrubar candidatura de Sergio Moro vai, na verdade, torná-lo popular

Foto: Reprodução

Movimentos populares que apoiam a pré-candidatura de Sergio Moro a Presidente da República reagiram com indignação ao conluio entre o PT, Centrão e Arthur Lira para tentar tornar o ex-ministro Sergio Moro inelegível. O Congresso Nacional está dominado por facções que se uniram contra o único pré-candidato que representa, de fato, os anseios dos brasileiros por um Brasil decente.

Articulado por Paulo Teixeira e o Centrão bolsonarista liderado por Ciro Nogueira e Lira, o golpe consiste na criação de uma CPI com o único objetivo de difamar Sergio Moro, o único capaz de vencer Lula e Bolsonaro nas eleições de outubro.

Lula e Bolsonaro se aliaram contra Moro. Não há diferença entre o ex-presidiário que teve condenações anuladas pelo STF - MAS NÃO INOCENTADO - e o futuro presidiário, líder das rachadinhas e responsável pela morte de milhares de brasileiros durante a pandemia do coronavírus.

A CPI para investigar Sergio Moro, articulada pelos inimigos da verdade, cujas mãos estão enlameadas pela corrupção, pretende afastar dele grandes partidos. No entanto, muitos avaliam que, se criada, servirá para dar mais notoriedade ao ex-juiz da Lava Jato. Quando apresentar sua declaração de imposto de renda e escancarar a verdade sobre seus adversários, Moro deixará evidente quem é honesto e quem não é. 

Os brasileiros sabem quem roubou, quem rouba, quem prendeu e quem foi preso. A maioria dos que elegeram Bolsonaro o fizeram para 'tirar o PT'. São eleitores que apoiaram e ainda apoiam a operação Lava Lajo, que prendeu executivos e políticos poderosos pela primeira vez na história. São estes eleitores que hoje repudiam a reeleição de Jair Bolsonaro, mais de 53%, que apavoram o próprio e a Lula. Este não deseja ir para o segundo turno com Moro, pois sabe que suas manobras, esquemas e crimes serão expostos em detalhes. 

Movimentos Sociais
Os apoiadores de Sergio Moro, entre eles o Movimento Mais Brasil, MBL e Vem Pra Rua já planejam uma reação nas redes sociais e nas ruas. A indignação com a criação da CPI para manipular a opinião pública foi enorme, mas maior ainda é a reação em curso.

A CPI a ser criada por investigados e condenados conseguirá a proeza de tornar Sergio Moro popular para a fatia de eleitores que ainda não o conhecem.
 

Informe seu email e receba notícias!

Sitevip Internet