Terça-feira, 17 de maio de 2022
informe o texto

Notícias | Jurídico

Justiça proíbe Bolsonaro de usar termo "lepra", considerado discriminatório

MORHAN

18/01/2022 - 18:13 | Atualizada em 19/01/2022 - 07:33

Redação

Justiça proíbe Bolsonaro de usar termo

Foto: Reprodução

Jair Bolsonaro realmente não sabe nada sobre a liturgia do cargo de presidente, porque só fala asneiras e desrespeita as pessoas.

​O presidente Jair Bolsonaro e demais representantes da União estão proibidos pela justiça de utilizarem publicamente o termo “lepra”, bem como seus derivados, a exemplo de “leproso”. A decisão foi proferida pelo juiz Fabio Teneblant, da 3ª Vara do Rio de Janeiro e atende uma ação movida pelo Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase (Morhan).

No entender da justiça “há perigo de dano” e “abalos psicológicos causados pelo uso de termos estigmatizantes e discriminatórios por autoridades públicas”.

Em dezembro de 2021, Bolsonaro fez uso do termo durante um discurso em Chapecó, Santa Catarina. “Vocês lembram lá, quem lê a bíblia, já assistiu o filme daquela época, da época de Cristo, quando ele nasceu. O grande mal daquele momento era a lepra. O leproso era isolado, distância dele. Hoje em dia temos lepra também. Continua, mas o mundo não acabou naquele momento”, disse.

A declaração do presidente Bolsonaro foi registrada pela TV Brasil, que é uma TV oficial, o que foi reforçado na peça entregue à justiça.

https://congressoemfoco.uol.com.br/area/governo/justica-proibe-bolsonaro-de-usar-termo-lepra-considerado-discriminatorio/

 

Informe seu email e receba notícias!

Sitevip Internet