Terça-feira, 30 de novembro de 2021
informe o texto

Notícias | Brasil

A duas semanas das provas do Enem, 29 funcionários do Inep pedem demissão

"FRAGILIDADE TÉCNICA E SUPOSTO ASSÉDIO SEXUAL"

08/11/2021 - 17:50 | Atualizada em 09/11/2021 - 16:11

Redação

A duas semanas das provas do Enem, 29 funcionários do Inep pedem demissão

Foto: Reprodução

Vinte e nove funcionários do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão responsável pelo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), pediram exoneração, hoje. A prova será realizada nos dias 21 e 28 de novembro, daqui a menos de duas semanas.

Inicialmente, haviam sido divulgados 13 nomes. Em seguida, outros 16 servidores integraram o grupo. Camilla Leite Carnevale Freire, que está entre os 13 primeiros nomes, integrava a coordenação-geral do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade), de acordo com informações do Portal da Transparência. A edição da prova de 2021 está prevista para acontecer no próximo domingo (14).

No pedido de dispensa encaminhado à diretoria do Inep, os servidores justificam a saída pela "fragilidade técnica e administrativa da atual gestão máxima" do órgão. Também mencionam episódios de assédio moral, expostos em uma assembleia realizada na última quinta-feira.

A Frente Parlamentar Mista da Educação, representada pelo professor Israel Batista (PV-DF), afirmou que vai protocolar na Comissão de Educação um requerimento para convocar o presidente do Inep para esclarecimentos. A entidade também deve enviar um pedido de informações para o Ministério da Educação (MEC) e Inep sobre o que tem ocorrido lá.

 

Informe seu email e receba notícias!

Sitevip Internet