Sábado, 16 de outubro de 2021
informe o texto

Notícias | Brasil

Sergio Moro deve disputar mandato de senador ou presidente pelo Podemos

ELEIÇÕES 2022

29/09/2021 - 17:32 | Atualizada em 29/09/2021 - 19:40

Redação

Sergio Moro deve disputar mandato de senador ou presidente pelo Podemos

Foto: Reprodução

O ex-ministro da Justiça e ex-juiz Sergio Moro vai decidir em novembro se disputa mandato de presidente da República ou de senador (pelo Paraná) ou se permanece como advogado. Ele se se reuniu com a cúpula do Podemos no sábado, 25, na casa do senador Oriovisto Guimarães.

A reunião com Sergio Moro contou com a participação de três senadores, Álvaro Dias, Flávio Arns e Oriovisto Guimarães, e da presidente nacional do Podemos, Renata Abreu. O partido tem pesquisas sugerindo que sua candidatura a presidente é viável.

Os dirigentes do Podemos querem que Sergio Moro postule a Presidência como candidato da terceira via — algo como centro-direita. Porque as pesquisas indicam que há espaço para um nome de centro, desde que seja “firme” e não comprometido nem com o PT de Lula da Silva nem com o presidente Jair Bolsonaro. Nenhum candidato de centro se firmou até agora, mas o Podemos avalia que, assim que o ex-ministro for definido como candidato, o quadro poderá mudar, com Bolsonaro sendo “sugado” para baixo e o postulante da terceira via vai subindo, aproximando-se aos poucos do candidato do PT. Primeiro, é preciso tirar Bolsonaro do páreo. Depois, é trabalhar pela polarização com Lula.

Sergio Moro tem dito aos amigos e aliados do Podemos que pode disputar mandato de senador pelo Paraná ou por São Paulo. Como Álvaro Dias deve ser candidato a senador pelo Paraná, a tendência é o ex-magistrado disputar mandato por São Paulo, isto, claro, se desistir do projeto presidencial. Integramos do Podemos dizem, nos bastidores, que o projeto do Senado é de Sergio Moro e o projeto como candidato a presidente é do Podemos.

A empresa Alvarez & Marsal pode renovar o contrato de Sergio Moro — cujo ganhos mensais, como diretor-executivo do escritório de Washington, são maiores que os proventos de um senador ou de uma presidente da República. O contrato do advogado termina em novembro deste ano.

Na próxima semana, em Brasília, Sergio Moro voltará a conversar com a cúpula do Podemos, mas também vai abrir diálogo com líderes de outros partidos. É provável que, se o Podermos costurar um frentão para uma candidatura à Presidência da República, o ex-juiz se anime a ser candidato.

As pesquisas sugerem que, ao contrário do que alguns dizem, o quadro de 2022 está amplamente aberto. Os eleitores ainda não se decidiram por um candidato, tanto que o número de indecisos ainda é muito alto. Os dados sugerem que, apesar da frente de Lula da Silva, seguido de Bolsonaro, há espaço para a terceira via — desde que consistente e posicionada.

 

Informe seu email e receba notícias!

Sitevip Internet