Segunda-feira, 29 de novembro de 2021
informe o texto

Notícias | Brasil

Triste realidade: Sem comida, moradores do Rio aproveitam restos de ossos e carnes de supermercados

29/09/2021 - 12:06 | Atualizada em 01/10/2021 - 16:44

Redação

Triste realidade: Sem comida, moradores do Rio aproveitam restos de ossos e carnes de supermercados

Foto: Reprodução

Matéria do jornal O Globo desta quarta-feira mostra a triste realidade de famílias cariocas que não têm o que comer. A única saída é aproveitar restos de carcaças de vaca de supermercados.

Uma vez por semana, a desempregada Vanessa Avelino de Souza, de 48 anos, que mora nas ruas do Rio, caminha até o ponto de distribuição. Com paciência, separa pelanca por pelanca, osso por osso em busca de algo melhor para pôr na sacola. “A gente limpa e separa o resto de carne. Com o osso, fazemos sopa, colocamos no arroz, no feijão… Depois de fritar, guardamos a gordura e usamos para fazer a comida”, explica Vanessa, que lamenta não conviver com os cinco filhos. “Não tenho como cuidar deles. Por isso, eles são criados pela minha mãe. Não temos quase nada. O que temos é de doações. Lá, pelo menos, eles têm um pouco de dignidade”.

Na fila da fome, Vanessa não está só. Outras mulheres, homens e jovens se amontoam em busca do restolho da carne e dos ossos. A pobreza extrema, que leva pessoas a garimpar restos, foi acentuada no Brasil durante a pandemia de Covid-19. Levantamento da Rede Brasileira de Pesquisas em Segurança Alimentar e Nutricional mostrou que mais de 116,8 milhões de pessoas vivem hoje sem acesso pleno e permanente a alimentos.

 

 

Informe seu email e receba notícias!

Sitevip Internet