Segunda-feira, 20 de setembro de 2021
informe o texto

Notícias | Executivo

Após 40 anos de amizade, Fraga se afasta de Bolsonaro

GENERAL PUXA SACO

13/09/2021 - 09:03

Redação

Após 40 anos de amizade, Fraga se afasta de Bolsonaro

Os amigos Alberto Fraga e Jair Bolsonaro

Foto: Arquivo

O ex-deputado Alberto Fraga (DEM-DF) decidiu se afastar do presidente Jair Bolsonaro por causa do mesmo drama vivido por mais de meio milhão de famílias brasileiras. A morte prematura de Mirta, esposa do ex-parlamentar, aos 56 anos, por complicações causadas pela covid-19, estremeceu uma amizade de quatro décadas e distanciou a família Fraga do bolsonarismo. O caçula do casal, de 20 anos, estudante de medicina, atribui ao presidente a responsabilidade. “Esses dias corrigi meu filho: ‘você não deve fazer isso, você não pode culpá-lo pela morte da sua mãe’. Lá em casa todo mundo era ‘Bolsonaro doente’”, contou o policial militar aposentado. 

Crítico da maneira como o presidente enfrenta a pandemia, Fraga se ressente do tratamento dispensado pelo amigo na maior perda de sua vida e chegou a bloquear o presidente no WhatsApp. “Não consigo entender essa falta de sensibilidade do presidente com relação à morte das pessoas”, afirmou.

Quando eu disse “estou livre” os convites desapareceram. Bolsonaro escolheu muito mal seus conselheiros. Tem um general aí que está mais para puxar saco do que para ser conselheiro de governo. O presidente precisa se cercar de pessoas que falem: “isso vai dar errado”. Um general não vai falar: “presidente, não faça isso porque pode dar problema”. Ele vê na figura do presidente o chefe supremo das Forças Armadas.

Fraga, que diz não ter mais contato com Bolsonaro, ainda criticou a atuação de Bolsonaro junto às forças de segurança. “Policiais militares, civis e bombeiros do Brasil inteiro votaram nele. Pergunte o que foi feito por eles. Nada”, disse, em entrevista ao jornal, Estado de S.Paulo.

 

Informe seu email e receba notícias!

Sitevip Internet