Segunda-feira, 17 de janeiro de 2022
informe o texto

Notícias | Jurídico

OAB avalia que greves ganham contornos de 'intolerância'

19/08/2012 - 10:22

Redação

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) avalia que a greve dos servidores federais atingiu nível "preocupante", com ameaça à segurança e ao direito de ir e vir dos cidadãos. O presidente nacional da entidade, Ophir Cavalcante, afirmou nesta sexta-feira que a greve dos servidores federais já ganha contornos de "intolerância e radicalização".

Para ele, o uso de cargo público para impor constrangimentos à população "não é compatível com o regime de liberdade". Ophir fez um apelo ao governo e ao comando de greve para que cheguem rápido a um entendimento e encerrem o movimento.

"Sem diálogo não haverá saída, razão por que a Ordem dos Advogados do Brasil conclama o governo federal e as entidades sindicais representantes dos servidores públicos a agirem com verdadeiro espírito público, pois o compromisso de todos é com o cidadão, que não pode continuar sendo agredido em suas liberdades e garantias fundamentais", apontou Ophir, em nota.

No noite de ontem, o ministro Napoleão Nunes Maia Filho do Superior Tribunal de Justiça (STJ) determinou que policiais federais e policiais rodoviários federais não realizassem qualquer operação-padrão que implique em "abuso ou desafio, ou cerceiem a livre circulação de pessoas, mercadorias e cargas lícitas". O descumprimento da decisão implicará multa diária de R$ 200 mil aos sindicatos das categorias. A decisão saiu minutos depois do advogado-geral da União, Luís Inácio Adams, ter entrado com a ação pedindo declaração de ilegalidade e proibição da operação e da restrição de acesso de servidores e cidadãos a serviços do estado.

Nesta sexta (17), após a decisão judicial, o funcionamento do Aeroporto Internacional de Brasília Juscelino Kubitschek está normalizado. Os policiais federais fizeram ontem uma operação-padrão com revista minuciosa de bagagens, o que provocou longas filas e transtornos aos passageiros. Além de Brasília, a ação dos policiais foi feita nos aeroportos internacionais Antonio Carlos Jobim (Galeão), no Rio de Janeiro, e no de Guarulhos, em São Paulo.

No portão de desembarque do aeroporto de Brasília, os passageiros também não enfrentavam problemas.

Fonte: O Globo.

 

Informe seu email e receba notícias!

Sitevip Internet