Segunda-feira, 6 de dezembro de 2021
informe o texto

Notícias | Brasil

Seminário em Cuiabá discute a Economia Verde e o uso sustentável dos recursos naturais

23/05/2012 - 08:40

O secretário de Estado do Meio Ambiente, Vicente Falcão de Arruda Filho, profere palestra nesta quarta-feira (23.05), no I Seminário Internacional sobre Economia Verde. Na palestra, o secretário - que representará o governador Silval Barbosa na abertura oficial do evento -, falará sobre o tema “Uso sustentável dos recursos naturais e as políticas públicas de conservação, proteção ambiental e redução do desmatamento”.

O I Seminário Internacional sobre Economia Verde é uma iniciativa do Instituto Brasil, Instituto Ação Verde, GVC Itália/Comunidade Européia com apoio do Governo do Estado. O evento, voltado para os setores público e privado tem entre seus objetivos informar a sociedade a respeito dos benefícios da Economia Verde, em especial a Política Nacional de Bens e Serviços Ambientais e Ecossistêmicos; de como o Meio Ambiente pode se beneficiar com o aumento do padrão de consumo de bens e serviços ambientais, com o uso eficiente dos recursos naturais, e a valoração e remuneração dos serviços ambientais dos ecossistemas; e de como a indústria, a construção, os transportes, o setor energético, o gerenciamento de resíduos, a agricultura e os produtores rurais familiares podem ser compensados financeiramente pelo uso sustentável dos recursos naturais e pela adoção de práticas voluntárias de conservação, proteção ambiental e redução do desmatamento.

Com o tema “Bens e Serviços Ambientais e Ecossistêmicos, e Compensação Financeira”, o seminário vai discutir a Economia Verde e os indicadores econômicos, ambientais e sociais; os Bens e Serviços Ambientais e Ecossistêmicos (REDD, REDD+, produtor de água, normas de proteção de identidade geográfica e bancos de biodiversidade); Restrição de Carbono; O mercado de Bens e Serviços Ambientais no mundo e no Brasil; e, a experiência de Mato Grosso.

ECONOMIA VERDE - Uma Economia Verde é aquela baseada no controle da poluição atmosférica, líquida e sólida, que favorece o crescimento de renda e emprego com investimentos públicos e privados que recuperam, mantêm ou melhoram as condições para a produção e o consumo de bens e serviços ambientais, e que preservam os serviços ecossistêmicos. Essa forma de desenvolvimento valoriza o capital do recurso natural e sua importância para a sociedade.

O mercado de Bens e Serviços Ambientais no mundo cresceu 14% entre 1996 e 2000, passando de US$ 453 para US$ 518 bilhões, e foi de US$ 772 bilhões em 2009.

Na América Latina, esse mercado movimentou U$ 29 bilhões com o Brasil respondendo por 47% desse total. O Brasil tem cerca de 2% do mercado global (US$ 16 bilhões).

Os serviços ecossistêmicos têm um valor global estimado em US$ 33 trilhões/ano segundo a WBCSD, com uma expressiva participação dos ecossitemas do Brasil, que é uma das maiores potencias mundiais da crescente Economia Verde. Nesse contexto, a Floresta Amazônica, segundo os especialistas, pode gerar estimados US$ 4 trilhões/ano em Bens e Serviços Ambientais.

PROGRAMAÇÃO

23 de Maio

8 horas – Café da Manhã

8h30 – Abertura Oficial

9 horas – “Uso sustentável dos recursos naturais e as políticas públicas de conservação, proteção ambiental e redução do desmatamento”.
Vicente Falcão de Arruda Filho – secretário de Estado do Meio Ambiente

9h30 – “Copa Verde”
Maurício Guimarães – secretário extraordinário da Copa do Mundo

10h – “Participação do Estado no fomento da Plataforma de Negócios de Bens e Serviços Ambientais e Ecossistêmicos”
Pedro Nadaf – secretário de Estado de Indústria, Comércio, Minas e Energia

Palestras técnicas

10h40 – Programa ABC e Economia Verde
Flávio Menezes – Instituto Nacional da Agricultura (CNA)

11h20 horas – Agricultura Inteligente e Economia Verde
Louis Bockel – Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO)

12 horas – Almoço

14 horas – Mudanças Climáticas e Florestas Tropicais: melhores práticas e benefícios
Lucio Brotto – ETIFOR sri Padova University Spin-off - Especialista em Mudanças Climáticas e Serviços Ecossistêmicos

14h40 – O Desenvolvimento de uma Proposta de NAMA
Swapan Mehra - Research Associate – Climate Initiative - IORA Ecological Solutions – CEO

15h20 – Intervalo

16 – GCS Contribution to Sustainability at Conservation Units (and surrouding areas)
Ederson Zanetti - GSC Technical Panel Chairman

16h40 – Mercado dos Serviços Ecossistêmicos: papel e perspectivas das ONGs
Raul Polato - Engenheiro Florestal/Consultor do Gruppo do Voluntariato Civile - Espanha

17h20 – Economia Verde e o Setor Florestal
Joésio Siqueira - Vice-presidente da STCP Engenharia de Projetos Ltda.

24 de Maio de 2012

8h30 – Princípio do Poluidor Pagador
Domingos Sávio de Barros Arruda - Ministério Público do Estado de Mato Grosso

9h10 – PRODEIC – MT e a Economia Verde
Juarez Pereira de Faria - Secretaria de Indústria e Comércio Minas e Energia - SICME

9h50 – Valorização dos Ativos Ambientais da Cadeia da Soja no Mato Grosso
Ricardo Arioli Silva - Aprosoja

10h30 - PROGRAMA ERA: Energias Renováveis Alternativas e Economia Verde em pequenos municípios do Brasil e da Argentina
Mario Fundaró - Representante da GVC no Brasil

11 horas - A experiência de Mato Grosso: Unidade de Negócios de Bens e Serviços Ambientais e Ecossistêmicos e a Plataforma de Negócios de Bens e Serviços Ambientais e Ecossistêmicos
Paulo H. Sempio Borges - Instituto Ação Verde

11h40 – Carbon Clear and the Rural Sector Ecosystem Services
Olivier Levallois - Carbon Clear

12h20 – Intervalo

14 horas – ONF-Brasil: experiências em mudanças climáticas
Cleide Regina de Arruda - Diretora da filial ONF Brasil
Silvia Lac - Engenheira Florestal e especialista em REDD+ - ONF Brasil

14h40 – Bens e Serviços Ambientais e Serviços Ecossistêmicos na Perspectiva da Indústria – O Projeto GDI (Iniciativa de Desenvolvimento Verde)
Francis Vorhieis / Dr Till - Executive Director Earthmind

15h20 – Os Mercados Verdes e Oportunidades para Internacionalização de Empresas Brasileiras
Clovis Lemes - Candex do Brasil - San Antonio, Texas

16 horas – Intervalo

16h40 – Painel : Plataforma de Negócios em Bens e Serviços Ambientais e Ecossistêmicos

Instituto Ação Verde - Projeto Verde Rio (MT)

Green Farm CO2 Free – Projeto Green Farm CO2 Free (MS)

Pothencia Reflorestamento – Reflorestamento Guanandi (MS)

Fazenda Timbó – Projeto Fazenda Timbó (BA)

Instituto Brasil – Projeto Assentamento Ibiá (MG)

Moderador: Éderson Augusto Zanette

18 horas – Encerramento Oficial

• Leitura e assinatura de protocolo de intenções bilateral Instituto Brasil – GVC – Instituto Ação Verde para a instalação de uma plataforma de negócios em BSAE em Minas Gerais e em países de atuação da GVC Itália.

• Leitura e assinatura de protocolo de intenções bilateral IORA Ecological Solutions (Nova Delhi, India) para a instalação de uma agenda conjunta de trabalho (a ser elaborada) voltada para a Economia Verde.

• Carlos Avalone Junior – Presidente do Instituto Ação Verde

• Giovanni Weber Scarascia – Presidente do Instituto Brasil

• Mario Fundaró – Representante da GVC Brasil e Coordenador do Programa ERA

• Swapan Mehra – CEO Ecological Solutions

 

Informe seu email e receba notícias!

Sitevip Internet