Segunda-feira, 6 de dezembro de 2021
informe o texto

Notícias | Geral

'Puxadinho' em aeroporto é barato e veio para ficar

21/05/2012 - 10:04

Cícero Henrique

Não é de hoje que o site Caldeirão Político vem alertando para o fracasso de alguma obras, como também desvios de recursos públicos que será uma regra na Copa do Mundo de 2014. E a obra ridicula do aeroporto Marechal Rondon de Cuiabá e Várzea Grande, mostra esse cenário.

Apelidados de "puxadinhos", os módulos operacionais nos aeroportos vieram para ficar, afirma Gustavo do Vale, 61, presidente da Infraero (estatal que administra aeroportos).

Para ele, a solução é rápida, barata e ideal para aeroportos regionais. Cumbica (Guarulhos) e Viracopos (Campinas)e Cuiabá/Várzea Grande entre outros, têm esses módulos, que servem de sala de embarque.

Há pouco mais de um ano no cargo, Vale está prestes a perder três dos seus principais aeroportos: na sexta, deve ser assinado o contrato com as concessionárias que administrarão Cumbica, Brasília e Viracopos.

O desafio será manter a receita daqui para frente. Um dos planos, afirma, é criar uma subsidiária para prestar serviços aeroportuários.

Ele diz que não se sentirá constrangido em copiar o que as concessionárias fizerem de bom.

O presidente da Infraero confirma tudo isso em entrevista para o Jornal Folha de S. Paulo.

 

Informe seu email e receba notícias!

Sitevip Internet