Segunda-feira, 12 de abril de 2021
informe o texto

Notícias | Legislativo

Bia Kicis, presidente da CCJ, incita motim na PM

29/03/2021 - 11:31 | Atualizada em 29/03/2021 - 18:11

Redação

Bia Kicis, presidente da CCJ, incita motim na PM

Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

A deputada federal Bia Kicis, bolsonarista, presidente da CCJ, foi às redes sociais atacar a polícia de Salvador e incitar um motim na PM. Segundo ela, o militar que surtou, atirou contra o Bope foi 'assassinado' e é um 'herói' morto por se recusar a prender trabalhadores.

Em seguida diversos deputados questionaram a atitude da colega, pedindo seu afastamento da presidência. Diante da gravidade da postagem, Bia Kicis decidiu apagá-la e agora afirma que 'vai aguardar as investigações' e rconhece a 'hierarquia militar'.

Imagem

"Nesta madrugada fui informada, de q o PM morto, em surto, havia atirado p/ o alto e foi baleado por http://colegas.As redes se comoveram e eu tb.Hoje cedo removi o post p/ aguardarmos as investigações. Inclusive diante do reconhecimento da fundamental hierarquia militar."

Outro sem noção é o secretário de Política Institucional do Governo, Felipe C. Pedri, que afirma que "lúcido, o PM Weslei perdeu a vida mostrando a loucura que se encontra uma sociedade que abandonou seus princípios mais básicos de convivência em nome de uma suposta segurança sanitária". Mais tarde, apagou o post e voltou atrás, ciente das consequências nefastas, mas persiste no erro: "Em tweet anterior, me equivoquei ao não considerar o caso do PM Wesley um surto, realmente ele se volta contra seus colegas. Mas isso não altera em nada a essência do caso: policiais não enxergando um ato moralmente mais aceitável prender trabalhador.

 
 

Informe seu email e receba notícias!

Sitevip Internet