Quinta-feira, 4 de março de 2021
informe o texto

Notícias | Executivo

Governador dá ordem para início de obras para 775 km de asfalto novo e construção de 40 pontes

Obras e projetos que atendem 62 municípios fazem parte do programa Mais MT

19/02/2021 - 09:30 | Atualizada em 19/02/2021 - 15:02

Redação

Governador dá ordem para início de obras para 775 km de asfalto novo e construção de 40 pontes

Foto: Secom/MT

O governador Mauro Mendes assinou, na tarde desta quinta-feira (18.02), as ordens de serviço para o início de obras de pavimentação em uma extensão de 775 quilômetros e a construção de 40 pontes de concreto em todas as regiões de Mato Grosso.  As obras terão início, ou reinício (no caso daquelas paralisadas em razão do período chuvoso) ainda neste mês. Os investimentos aplicados são de R$ 606 milhões e beneficiarão diretamente 56 municípios.

Também assinaram as ordens de serviço o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira, acompanhado dos demais secretários de Estado, deputados estaduais e dos prefeitos municipais, durante evento realizado no Palácio Paiaguás, em Cuiabá. Além disso, foi anunciada a elaboração de projetos para outros 1.057 quilômetros de novas pavimentações e 51 pontes de concreto, cujas ordens de serviço serão emitidas em março.

As obras e projetos que atendem 62 municípios fazem parte do programa Mais MT, considerado o maior programa de investimentos da história de Mato Grosso. Somente nas ações de infraestrutura estão previstos investimentos totais de R$ 4,73 bilhões em quatro anos (2019-2022).

De acordo com o governador Mauro Mendes, a emissão das ordens de serviço é reflexo do trabalho empenhado pela atual administração para reequilibrar as contas públicas, através de políticas austeras e controle de despesas, logo no início da gestão. Situação que possibilitou que Mato Grosso pudesse sanar as dificuldades financeiras, mudar a realidade fiscal e lançar o maior programa de investimentos de Mato Grosso, que é o Mais MT.

“Programas como este vocês já viram; muitas vezes, viraram meras peças publicitárias e não conseguiram ter efetividade por falta de recursos e até de um planejamento financeiro orçamentário para sua execução. Diferente do que está acontecendo hoje, em que aquilo que nós estamos apresentando, temos a absoluta convicção de que vai acontecer. Quero agradecer aos nossos parceiros e estaremos juntos com todos esses atores apertando o passo para que nos próximos meses tenhamos mais concretizações”, disse o governador.

Ao todo, as ordens de serviço emitidas para obras rodoviárias compreendem 23 obras entre pavimentação, restauração, revitalização e manutenção de rodovias não-pavimentadas, totalizando 775 quilômetros, que vão beneficiar diretamente 33 municípios. Os investimentos aportados são da ordem de R$ 402,4 milhões somente em obras nas rodovias.

As obras serão executadas nas MT-020, MT-040/299, MT-100, MT-109, MT-130, MT-140, MT-208, MT-220, MT-235, MT-240, MT-242, MT-322, MT-423, MT-430, MT-485, MT-492/249, além das rodovias que perpassam o perímetro urbano, como a Avenida Miguel Sutil, em Cuiabá, e as Avenidas W11 e W14, em Rondonópolis. Há casos em que mais de uma obra será realizada na mesma rodovia.

Além de Cuiabá e Rondonópolis, serão beneficiadas também os municípios de Paranatinga– Canarana, Itiquira, Araguaiana – Barra do Garças, Torixoréu – Ribeirãozinho, Canabrava do Norte – São Felix do Araguaia, Paranatinga, Nova Brasilândia – Campo Verde – Chapada dos Guimarães, Campo Verde, Aripuanã, Tabaporã – Porto dos Gaúchos, Campo Novo do Parecis – Sapezal,  Tangará da Serra – Santo Afonso, Arenápolis – Nova Marilândia, Itanhangá, Matupá, Novo Santo Antônio – Serra Nova Dourada, União do Sul, São José do Xingu – Santa Cruz do Xingu, Sorriso e São José do Rio Claro – Nova Maringá, respectivamente.

Além da pavimentação, foram emitidas ordens de serviço para execução de 40 pontes de concreto, que serão construídas sobre rios, córregos e vazantes em 19 rodovias estaduais e vão beneficiar diretamente 34 municípios, proporcionando a melhoria de interligação entre eles. Os investimentos aplicados são de R$ 176,8 milhões nessas obras, que variam de 30 até 692 metros de extensão. A maior ponte será construída sobre o Rio Teles Pires I, na divisa entre Nova Guarita e Carlinda.

No total, as obras serão realizadas nas rodovias estaduais MT-020, MT-060, MT-109, MT-110, MT-140, MT-170, MT-199, MT-208, MT-244, MT-246/339, MT-260, MT-320, MT-325, MT-336, MT-410, MT-413, MT-419, MT-465 e MT-560. Há casos em que mais de uma obra será construída na mesma rodovia. Um exemplo é na MT-060, conhecida como Transpantaneira, em que serão nove pontes a serem construídas somente nessa rodovia.

As pontes beneficiarão  a interligação e os  municípios de Planalto da Serra – Paranatinga, Poconé, Querência  – Serra Nova Dourada, Novo São Joaquim – General Carneiro,  Santa Rita do Trivelatto – Nova Ubiratã, Juruena – Cotriguaçu,  Vila Bela da Santíssima Trindade – Comodoro,  Cotriguaçu – Nova Monte Verde, Aripuanã – Rondolândia, Rosário Oeste,  Salto do Céu –  Tangará da Serra, Paranatinga – Canarana, Marcelândia, Alto Floresta – Estado do Pará,  Barra do Garças – Novo São Joaquim, Tabaporã – Porto dos gaúchos, Confresa – Santa Terezinha, Nova Guarita – Carlinda, Alto Taquari –  Divisa MT/MS e  Sorriso  – Tapurah.

O secretário de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira, explicou que a emissão dessas ordens de serviço faz parte de um primeiro pacote de obras do programa Mais MT e que novas obras de infraestrutura ainda serão lançadas, a fim de beneficiar os outros municípios que ainda não foram contemplados.
 

Informe seu email e receba notícias!

Sitevip Internet