Segunda-feira, 1 de março de 2021
informe o texto

Notícias | Brasil

Gasolina e diesel têm novo reajuste nas refinarias, o quarto desde o início do ano

18/02/2021 - 12:46

Redação

Gasolina e diesel têm novo reajuste nas refinarias, o quarto desde o início do ano

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

A Petrobras anunciou nesta quinta-feira (18) mais um aumento dos preços médios de venda aos distribuidores da gasolina e do diesel, que entram em vigor a partir de sexta-feira (19), segundo a estatal.

A partir de amanhã os preços médios da Petrobras nas refinarias serão de R$ 2,48 por litro para a gasolina e R$ 2,58 por litro para o diesel, após aplicação de reajustes de R$ 0,23 e de R$0,34 por litro respectivamente. 

Este é o quarto reajuste desde a primeira semana de janeiro. O litro de gasolina na refinaria acumula alta de 34,78% desde o início do ano. O diesel ficou 27,72% mais caro no mesmo período.

Segundo a Petrobras, o reajuste é fundamental para garantir que o mercado brasileiro siga sendo suprido sem riscos de desabastecimento pelos diferentes atores responsáveis pelo atendimento às diversas regiões brasileiras: distribuidores, importadores e outros refinadores, além da Petrobras. Este mesmo equilíbrio competitivo é responsável pelas reduções de preços quando a oferta cresce no mercado internacional, como ocorrido ao longo de 2020.

Refinaria x Bomba
Os preços praticados pela Petrobras, e suas variações para mais ou para menos associadas ao mercado internacional e à taxa de câmbio, têm influência limitada sobre os preços percebidos pelos consumidores finais. O preço da gasolina e do diesel vendidos na bomba do posto revendedor é diferente do valor cobrado nas refinarias da Petrobras. Até chegar ao consumidor são acrescidos tributos federais e estaduais, custos para aquisição e mistura obrigatória de biocombustíveis, além das margens brutas das companhias distribuidoras e dos postos revendedores de combustíveis. 

Como a legislação brasileira garante liberdade de preços no mercado de combustíveis e derivados, a mudança no preço final dependerá de repasses feitos por outros integrantes da cadeia de combustíveis. 
 

Informe seu email e receba notícias!

Sitevip Internet