Domingo, 28 de fevereiro de 2021
informe o texto

Notícias | Cidades

Foragidos por crimes como homicídio, roubo, tráfico e associação criminosa são presos em Cuiabá e VG

16/02/2021 - 18:25 | Atualizada em 18/02/2021 - 13:08

Redação

Foragidos por crimes como homicídio, roubo, tráfico e associação criminosa são presos em Cuiabá e VG

Foto: Polícia Civil-MT

A Gerência Estadual de Polinter e Capturas (Gepol) da Polícia Civil de Mato Grosso iniciou a semana intensificando o cumprimento de mandados de prisão. Cinco pessoas procuradas pela Justiça foram presas nesta segunda-feira (15.02) durante diligências realizadas pelas equipes da unidade policial em Cuiabá e Várzea Grande.
 

Os presos respondem a diversos crimes, entre eles homicídio qualificado, tráfico de drogas, roubo qualificado, estelionato e associação criminosa.

O primeiro a ser preso foi um homem de 46 anos de idade, com extensa ficha criminal e registros na Polícia Civil por cometimento de fraudes, golpes praticados de maneira reiterada, estelionato, falsificação de documento e associação criminosa. Ele foi localizado e preso quando estava em um órgão público, localizado no Centro Político e Administrativo, na Capital. Ao receber voz de prisão, o foragido tentou escapar da equipe da Polinter, mas foi rapidamente contido e imobilizado.

O decreto de prisão definitiva foi emitido no processo que ele responde na 2ª Vara Criminal de Cuiabá. Além de Mato Grosso, o homem responde por crimes praticados nos estados do Rio Grande do Norte, em Pernambuco e no Rio de Janeiro. Ele tem condenações pela Justiça Federal do Rio Grande do Norte e no processo de unificação das penas impostas pelo Poder Judiciário chegou a uma sentença de 30 anos de prisão, que começará a ser cumprida em regime fechado.

Ainda durante a segunda-feira, os policiais da Delegacia de Capturas cumpriram a prisão e realizaram o interrogatório de um homem de 49 anos, que estava com a prisão preventiva decretada pela 3ª Vara Criminal de Campo Verde pelo homicídio praticado contra a ex-sogra. Ele tem outras autuações criminais por resistência à prisão, ameaça, desobediência, promover, integrar ou constituir organização criminosa, tentativa de homicídio, dano qualificado e desacato.

Na região do Parque Amperco, na Capital, a Polícia Civil localizou e prendeu um homicida de 46 anos de idade, que foi detido em via pública depois que os policiais foram a vários endereços onde ele poderia estar escondido. Ao ser preso, ele tentou se esquivar fornecendo informações divergentes de sua identidade, mas ao ser questionado reiteradamente forneceu a verdadeira identificação e foi conduzido à sede da Polinter. Além do homicídio pelo qual foi preso, ele já foi indiciado por porte ilegal de arma de fogo, formação de quadrilha ou bando e disparo de arma de fogo.

As outras prisões ocorreram em Várzea Grande. Os policiais civis chegaram a uma mulher de 39 anos, que estava com prisão decretada pelo crime de tráfico de drogas. Ela tem condenações por associação ao tráfico, uso de substância e produto entorpecente e roubo majorado.

A outra detenção foi no bairro Construmat, depois que os policiais conseguiram avistar uma pessoa procurada há dias pelo Núcleo de Busca e Capturas. O homem de 37 anos foi localizado nas imediações do Centro Comunitário do bairro e de lá conduzido até a sede da Delegacia de Capturas onde foi cumprido o decreto de prisão expedido em processo que responde pelo crime de roubo majorado. Além desta condenação, ele responde a outras ações penais por crimes contra o patrimônio, furto qualificado, tentativa de roubo, roubos praticados de forma continuada, emprego e uso de falsa identidade e disparo de arma de fogo em via pública.

Após formalizado todos os procedimentos relativos às prisões, as cinco pessoas foram submetidas a exames de corpo de delito e depois encaminhados para audiência de custódia do Poder Judiciário.

 

Informe seu email e receba notícias!

Sitevip Internet