Segunda-feira, 1 de março de 2021
informe o texto

Notícias | Executivo

Partidos sem definição estão em buscas de fortalecimento para disputa ao governo de MT em 2022

CENÁRIO POLÍTICO

14/02/2021 - 10:39 | Atualizada em 15/02/2021 - 07:48

Cícero Henrique

Partidos sem definição estão em buscas de fortalecimento para disputa ao governo de MT em 2022

Foto: Reprodução

As peças já estão em movimentação para a disputa eleitoral de 2022. Lideranças dos principais partidos estão em fase de diálogo, buscando fortalecimento para garantir uma boa colocação nas disputas estaduais, sendo a principal delas ao governo de Mato Grosso. O cenário começa a ser desenhado, mas ainda em ritmo calmo, porém, com algumas especulações a respeito dos possíveis nomes.

O governador Mauro Mendes pretende disputar a reeleição pelo DEM. Mas, a disputa terá possivelmente outros nomes como o de Wellington Fagundes (PL), Emanuel Pinheiro(MDB), além de outros partidos que estuda se lançará candidato ou apoio a outra sigla.

Para o MDB, 2021 será um ano para a busca do diálogo com a base do partido no interior, pensando já na montagem da chapa de deputado estadual e federal. O partido ainda acredita que o fato de não ter coligações proporcionais pela primeira vez para uma eleição no Congresso Nacional vai ser um divisor de águas na busca pelo protagonismo.

O PSDB também trabalha na movimentação para 2022. Traça os próximos passos na formação de chapa. 

Os tucanos vem em processo de reestruturação desde 2018, quando perderam a eleição para o governo do estado.  Após esse recolhimento, agora os peessedebistas buscam sua retomada dentro do cenário de 2022. Denominados como principal partido de oposição contando com apoio de lideranças consolidadas em todas as regiões do Estado.

Com o olho em 2022, o PSL é a “noiva cobiçada” e mantém diálogos abertos com diversos partidos. 

O PSD tem expectativa de construir uma chapa competitiva para 2022. N
o momento o que existe são apenas conversas internas. Essas conversas vão continuar ao longo de 2021, mas a decisão mesmo só em 2022. Nós podemos lançar uma candidatura própria ou podemos fazer aliança com A ou com B. Então, estamos discutindo e analisando, mas sem nenhuma definição”, declarou o senador Carlos Fávaro.

 

 

Informe seu email e receba notícias!

Sitevip Internet