Sexta-feira, 27 de novembro de 2020
informe o texto

Notícias | Cidades

Operação Apocalipse apreende sete quilos de drogas em casa de suspeito responsável pela distribuição de entorpecentes na região

18/11/2020 - 14:43

Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT

Mais de sete quilos de entorpecentes, entre maconha, cocaína e pasta base, foram apreendidos nesta quarta-feira (18), em Juína, durante a Operação Apocalipse deflagrada pela Delegacia Regional da Polícia Civil para identificar suspeitos de envolvimento com o tráfico de drogas, organização criminosa e crimes correlatos na região. Dez mandados de busca e apreensão também foram cumpridos em endereços da cidade para coletar informações que subsidiem a investigação que iniciou há três meses.

Após investigações e monitoramento de um suspeito, equipes da Delegacia Regional, Delegacia de Alta Floresta e apoio da Gerência de Operações Especiais (GOE), prenderam em flagrante um homem de 18 anos identificado como responsável por receber e ocultar entorpecentes da facção criminosa que age na região.

O delegado regional, Carlos Francisco de Moraes, explica que a operação é resultado de ação integrada com outras unidades da Polícia Civil para identificar os envolvidos no tráfico e em outros crimes ocorridos na região que têm ligação com a venda de drogas. “Foram cumpridos 10 mandados de busca e apreensão e a prisão em flagrante. A investigação vem sendo realizada pela Polícia Civil em Juína há três meses para chegarmos aos responsáveis pelo comércio de drogas e organização criminosa, que fomentam outros delitos graves cometidos na região de Juína”, pontuou o delegado.

Investigação

A Polícia Civil apurou que após receber os entorpecentes, o suspeito faria a distribuição a outros integrantes da organização criminosa para bocas de fumo, conhecidas como 'lojinhas'.

Ao chegar ao bairro Módulo 6, os policiais avistaram o suspeito chegando ao local pilotando uma motocicleta Honda Fan e trazia consigo uma mochila preta. Durante a abordagem e busca pessoal, as equipes localizaram dentro da mochila três tabletes de substância análoga à pasta base de cocaína, dois tabletes de substância análoga a cocaína e R$ 252,00 em espécie.

Na suposta casa do suspeito foi encontrada uma porção de substância análoga à maconha, em cima de uma geladeira. Junto à droga havia uma conta de água em que constava um endereço no bairro Palmiteira. Em checagem na segunda residência que estava inabitada, foram localizados mais entorpecentes conhecido como skunk (super maconha), meio tablete de substância análoga à cocaína e apetrechos utilizados para separar e pesar as drogas.

Em entrevista aos policiais, o suspeito informou que a casa é de propriedade de um familiar e usada por ele para guardar os entorpecentes. Ele foi encaminhado à Delegacia Regional, onde será ouvido pela autoridade policial e autuado em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico.

A Operação Apocalipse conta com policiais civis de delegacias da regional: Juína, Juara, Juruena, Aripuanã, Cotriguaçu, Porto dos Gaúchos e Tabaporã; delegacia de Alta Floresta e GOE.

 

Informe seu email e receba notícias!

Sitevip Internet