Sexta-feira, 27 de novembro de 2020
informe o texto

Notícias | Cidades

Suspeito de matar vítima por engano é preso pela Polícia Civil em Sinop

07/11/2020 - 09:31

Redação

Um homicídio ocorrido no mês de maio em Sinop (499 km ao norte de Cuiabá) foi esclarecido pela Polícia Civil, na sexta-feira (06.11), com o esclarecimento das circunstâncias e prisão do autor do crime.  O suspeito  teve o mandado de prisão quando saia do escritório do seu advogado onde participava de uma audiência.

O crime que vitimou Roger da Silva Ferreira ocorreu no dia 02 de maio deste ano, em uma bar no bairro Boa Esperança em Sinop, onde a vítima foi executada por disparo de arma de fogo.

Nas investigações da Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), da Delegacia de Sinop, ficou comprovado que a vítima foi morta por engano, pois o autor do crime se envolveu em uma confusão no estabelecimento antes da vítima chegar ao local.

Após discutir e ameaçar outros clientes no estabelecimento, o suspeito deixou o local em sua motocicleta, momento em que a vítima chegou ao bar. Enquanto isso, o autor do crime foi até sua residência, buscou sua arma de fogo e voltou ao local, onde efetuou disparos contra os clientes, atingindo a vítima na nuca, causando a sua morte.

Assim que foi acionada, a equipe da DHPP iniciou as investigações conseguindo comprovar a autoria do crime, através de testemunhas, fotografias tiradas do suspeito durante a discussão e também de um vídeo em que ele aparece foragindo do local após os disparos.

Diante das evidências, o delegado foi representado pelo mandado de prisão do suspeito o qual foi decretado pela Justiça. A prisão foi cumprida, na sexta-feira (06), pelos policiais da Divisão de Homicídios que identificaram que o suspeito participava de uma audiência criminal por videoconferência no escritório do advogado.

Diante da informação, os policiais realizaram vigilância do local, dando cumprimento ao mandado no momento em que ele deixava o escritório. O suspeito foi conduzido à Delegacia de Sinop para as providências cabíveis e posteriormente encaminhado à unidade prisional, ficando à disposição da Justiça.

 

Informe seu email e receba notícias!

Sitevip Internet