Terça-feira, 19 de janeiro de 2021
informe o texto

Notícias | Legislativo

Abilio suspeita que alguém vazou informações de operação contra Emanuel Pinheiro

'Estar na base do prefeito pode custar caro', alertou o vereador

24/09/2020 - 13:58 | Atualizada em 24/09/2020 - 18:02

Jô Navarro

Durante a sessão on-line da Câmara de Cuiabá, nesta quinta (24.09), o vereador Abilio Junior (Podemos) disse suspeitar que o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) possa ter recebido informações prévias sobre operações da Polícia Civil. “Parece que tem alguém da Polícia Civil vazando informação para o prefeito de Cuiabá. Como é que ele sabe das ações da polícia, antes da própria Polícia Civil iniciar suas ações”, indagou Abilio, diante de alguns pronunciamentos feitos por Emanuel.

'Continua o burburinho que estão armando para mim. Eu sei que vão armar, mas eu não posso ficar de braços cruzados. Solicitei intervenção do MDB e medidas sérias serão tomadas sobre o uso da máquina pública por meio da Deccor e da Defaz para tentar me atingir', disse Emanuel. Para Abilio, as declarações feitas pelo prefeito em entrevista na última quarta-feira (23-09) causam estranheza.

“Ele começa falar de medo, de ser vítima de operação da polícia. Daqui a pouco a gente vai identificar se tem algum delegado da Polícia Civil que está vazando informações para o prefeito de Cuiabá, para que ele possa fazer alegações de que a Polícia Civil esteja lhe perseguindo. Quem está vazando essas informações?”, questionou Abilio, enfatizando sobre a importância de o órgão policial deter autonomia para investigar, sem interferência política.

O vereador elencou o histórico de delações de Silval Barbosa, ex-governador, do processo das esmeraldas falsas e, mais recentemente, a delação de José Riva, divulgada em primeira mão pelo blog de Fausto Macedo no 'Estadão', em que ele confirma o pagamento de R$ 2,4 milhões para Emanuel Pinheiro.

“Pela terceira vez por esquema de corrupção. Desta vez, o ex-presidente da Assembleia Legislativa, José Riva, delata Emanuel por receber propina, pro-pi-na. R$ 2,4 milhões em pro-pi-na. Já disse Silval, já disse Silvio, de que o dinheiro do paletó era pro-pi-na. Emanuel Pinheiro, em vez de explicar, começa com uma série de desculpas, de que ele era a pessoa errada, na hora errada; de que a verdade vai aparecer”.

'Parece que tem alguém infiltrado na Polícia Civil vazando informação pra ele. Como o prefeito de Cuiabá está sabendo de operações da Polícia Civil do seu interesse? Por que o prefeito começa a falar de medo de ser vítima de uma operação da polícia? Daqui a pouco a gente vai identificar quem da Polícia Civil, tem algum delegado na Polícia Civil, que está vazando informações para o prefeito de Cuiabá, para que ele possa fazer alegações de que a Polícia Civil esteja lhe perseguindo... Além disso, pode vir uma ação da Polícia Federal, e talvez não tenha delegados, ou políticos aliados, infiltrados dentro da PF pra informar o prefeito'.

Abilio ainda alertou os vereadores da base que, se e quando o prefeito for preso, possivelmente fará delação. “Quem ele vai delatar? Quais vereadores ele poderá delatar? Estar na base do prefeito pode custar caro', disse o vereador.

 

Informe seu email e receba notícias!

Sitevip Internet