Sábado, 25 de Novembro de 2017

Mato Grosso

Terça-Feira, 12 de Setembro de 2017, 13h:09

DELAÇÃO DE SILVAL BARBOSA

Presidente do TRE diz que deputados podem ter mandatos cassados em MT

Jô Navarro

TRE-MT

Políticos flagrados recebendo propina na gestão Silval Barbosa podem ser enquadrados na esfera cível, penal e eleitoral da Justiça.Quem diz é o presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT), desembargador Márcio Vidal. Ele foi entrevistado na manhã de segunda-feira, 11, no programa Jornal da Capital – 1ª Edição, na Rádio Capital.

“No conjunto tem várias ações. Tem ação de probidade, ações penais, e também no campo eleitoral. Se houve um ato indigno que vá respingar no sistema eleitoral, isso caberá a Procuradoria Regional Eleitoral verificar”, disse Vidal.

Vidal afirmou que a delação do ex-governador Silval Barbosa já foi desmembrada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux. “O TRE-MT já tomou providência nesse caso específico divulgado pela imprensa. Já oficiamos a Procuradoria Regional Eleitoral para providência cabíveis. O órgão vai examinar e se houver provas eventualmente vai propor ações, inclusive eventualmente para uma possível inelegibilidade, cassação”, disse o presidente do TRE-MT.

Na hipótese de cassação de mandatos, a renovação será grande na ALMT, já que 15 dos 24 deputados foram citados na delação premiada do ex-governador Silval Barbosa (PMDB), familiares e auxiliares.

Leia também:

Em gravação, Romoaldo xinga colegas, cobra propina e menciona governador

 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO