Terça-Feira, 18 de Setembro de 2018

Mato Grosso

Quinta-Feira, 24 de Maio de 2018, 17h:09

OPERAÇÃO BERERÉ

Maioria dos desembargadores nega liberdade a Mauro Savi; julgamento é adiado

Da Redação

Mauricio Barbant

Deputado estadual Mauro Savi

A maioria dos desembargadores do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJ-MT) negou hoje (24) recurso do deputado estadual Mauro Savi (DEM).  Dos 30 desembargadores, 16 votaram pela manutenção da prisão e dois pela soltura. Um pedido de vistas do desembargador Marcos Machado adiou a conclusão do julgamento. 

O relator do recurso, desembargador José Zuquim Nogueira, votou por negar o recurso de Savi. Ele foi acompanhado pelos seguintes desembargadores: Cleuci Terezinha, Serly Marcondes, Sebastião Barbosa, Nilza Maria Pôssa, Antonia Siqueira, Helena Maria Ramos, Juvenal Pereira, Márcio Vidal, Carlos Alberto Alves da Rocha, Luiz Ferreira, Clarice Claudino, Maria Erotides, Luiz Carlos da Costa, João Ferreira e Rondon Bassil.

Dois desembargadores, Paulo da Cunha e Sebastião de Moraes, votaram pela soltura de Mauro Savi.

O caso só voltará à pauta no dia 14 de junho. 

Savi foi preso no dia 9 de maio na Operação Bônus, desdobramento da Bereré. Deflagrada pelo Gaeco, apura esquema de fraude, desvio e lavagem de dinheiro no Detran-MT, estimado em cerca de de R$ 30 milhões, que operou de 2009 a 2015.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO