Quarta-Feira, 20 de Setembro de 2017

Mato Grosso

Domingo, 03 de Setembro de 2017, 14h:15

DELAÇÃO DE SILVAL BARBOSA

Emanuel deve se manifestar publicamente esta semana sobre delação de Silval

Jô Navarro

Secom/Cuiabá

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, deverá se manifestar nesta semana sobre o vídeo em que aparece recebendo maços de dinheiro do ex-chefe de gabinete de Silval Barbosa. Segundo o secretário de comunicação da prefeitura de Cuiabá, Bebeto, declarou para o Caldeirão Político, Emanuel está 'preparando sua defesa' e deve se manifestar em breve.

Em outra oportunidade a assessoria da prefeitura informou que o prefeito não se manifestará por meio dos canais da prefeitura, já que o vídeo veiculado é referente à atuação de Emanuel Pinheiro no exercício do mandato de deputado estadual.

A última manifestação pública do prefeito foi no dia 25 de agosto, logo após a veiculação das imagens pelo Jornal Nacional, da rede Globo.

O vídeo é parte das provas apresentadas pelo ex-governador Silval Barbosa, familiares e do ex-chefe de Gabinete Silvio Cesar Correa à Procuradoria Geral da União (PGR), em colaboração premiada na qual confessam diversos crimes contra o Estado, dentre eles o pagamento de propina a deputados para que votassem matérias de interesse do governo.

Há informações extraoficiais de que o prefeito teria contratado equipe especializada em gestão de crise para preparar sua defesa junto a seus eleitores, além de banca de advogados para defendê-lo na esfera judicial.

A delação de Silval Barbosa, familiares e auxiliares teve efeito devastador em Mato Grosso, atingindo quase a totalidade dos deputados estaduais da atual e de outras legislaturas, conselheiros do Tribunal de Contas e empresários. O compartilhamento de informações da delação que envolve pessoas na esfera de primeira e segunda instâncias foram solicitadas pelo Ministério Público do Estado à PGR.

Leia também: 

Silval delata conselheiros do TCE, Blairo Maggi, Fagundes, Bezerra e até Pagot

Governo diz que TVCA está manipulando declarações de Silval

Segundo o ministro do STF Luiz Fux, que homologou a colaboração premiada do grupo de Silval Barbosa, os documentos estão sendo analisados e serão encaminhados o mais breve possível às instâncias cabíveis.

Dentre os citados com foro no STF estão o Ministro de Estado de Agricultura, Blairo Maggi (PP), os senadores Cidinho Santos (PR) e Wellington Fagundes (PR), além dos deputados federais Fábio Garcia (PSB), Ezequiel Fonseca (PP) e Carlos Bezerra (PMDB).

Imagens são como tatuagens na memória da população

Repercussão

A gravidade dos crimes praticados em dezenas de programas de governo, inclusive de doações de óculos para pessoas carentes, festividades natalinas, religiosas, passando por obras em rodovias e as milionárias obras da Copa 2014, além do grande número de políticos com foro privilegiado envolvidos, fizeram deste um escândalo de repercussão nacional. Os maiores jornais do país - Estadão, Folha de São Paulo e O Globo - e os telejornais nacionais têm dedicado tempo para mostrar as impactantes imagens de parlamentares recebendo maços de dinheiro.

Palavras são fáceis de esquecer, mas as imagens são como tatuagens na memória da população. 

 

 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO