Página Inicial   |   Expediente   |   Anuncie   |   Fale Conosco
Busca:  
Sábado, dia 24 de Junho de 2017
Mato Grosso   |   Brasil   |   Mundo   |   Executivo   |   Legislativo   |   Judiciário   |   Geral   |   Cidades   |   Concursos   |   Eventos&Negócios   |   Caldeirão Jurídico   |   Aeroportos   |   Meteorologia   |   Malagueta   |   Vídeos
Sábado, dia 24 de Junho de 2017
Nome:
E-mail:
Seu amigo:
E-mail dele:
Assunto:
Comentário:
CASA DE HORRORES
Deputados precisam explicar aposentadoria para justiça
23/06/17 - 13:15
Por: Redação

Quando se fala da Assembleia Legislativa do estado de Mato Grosso, coisa boa não é, só aparace escândalos envolvendo deputados e até mesmo servidores.

Diante das noticias veiculadas em relação as aposentadorias milionárias dos deputados, agora o juiz Luís Aparecido Bortolussi Júnior, da Vara Especializada em Ação Civil Pública e Ação Popular, concedeu novo prazo, desta vez de 12 dias, para que quatro beneficiados com o Fundo de Aposentadoria Parlamentar (FAP) apresentem as últimas provas sobre o caso. A decisão foi proferida em 14 de junho.

O processo judicial surgiu após uma ação civil pública do Ministério Público Estadual (MPE) realizar um levantamento sobre a aposentadoria dos parlamentares e solicitar a anulação do benefício. Há 16 réus na ação penal, entre eles parlamentares que ainda ocupam vaga na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (AL-MT).

São réus na ação penal: Romoaldo Junior, Benedito Pinto da Silva, Gilmar Fabris, Paulo Sérgio de Costa Moura, Eliene José de Lima, Pedro Satélite, Emanuel Pinheiro, Carlos Roberto Santana Nunes, Hermínio Barreto, Amador Ataíde Gonçalves Tut, José Carlos Freitas Martins, Carlos Carlão Pereira do Nascimento, Humberto Bosaipo, Joaquim Sucena, Irene Alves Pereira e Cleonice Damiana de Campos Sarat.

O FAP

Conforme levantamentos do portal de transparência, em 2016 o Fundo de Aposentadoria Parlamentar (FAP) consumiu R$ 21,522 milhões com pagamentos de pensões vitalícias a ex-deputados e dependentes deles. O gasto mensal com os beneficiados correspondeu a R$ 1,793 milhões. Segundo informações levantadas junto ao governo do Estado, foram gastos mais de R$ 50 milhões entre os anos de 2011 a 2015.

 

Compartilhe! 
Comentários
ATENÇÃO! Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do CALDEIRÃO POLÍTICO. Evite comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros, os comentários serão moderados. O CALDEIRÃO POLÍTICO poderá retirar, sem prévia notificação ou aviso, comentários postados que não respeitem estes critérios.
Outras Notícias
CÂMARA FEDERAL
23/06/17 - 13:32 - Fim de multa a quem não portar CNH
SENADO
23/06/17 - 10:58 - Projeto acaba com prazo de validade em programas de fidelidade
ASSEMBLEIA LEGISLATIVA
22/06/17 - 09:06 - FAP já chega a R$ 20 milhões por ano
'RECALL'
21/06/17 - 18:42 - Avança no Senado proposta de revogação para mandato do presidente da República
ACOMPANHE AQUI
21/06/17 - 09:55 - AO VIVO: CCJ discute reforma trabalhista nesta manhã
GRAMPOS
TROCA DE COMANDO
NOMEAÇÕES
OBRAS VIÁRIAS
ASSEMBLEIA LEGISLATIVA
GREVE DESCARTADA
CEREAL
OPINIÃO
FALHAS NO PROCESSO
APROVADAS

Reforma trabalhista deve ser votada na CCJ dia 28 de junho

Ana Amélia questiona ministro Fachin sobre retirada de investigações da alçada do juiz Moro

PF prende 15 policiais rodoviários suspeitos de cobrar propina e favorecer comerciantes

Maioria dos ministros valida delação da JBS e mantém Fachin relator

Juiz torna Riva e Mauro Savi réus em mais uma ação de improbidade

VALTENIR VIROU SACO DE PANCADA

Informatização das unidades de saúde melhora atendimento e gestão da farmácia

 
Início   |   Expediente   |   Envie sua sugestão   |   Fale Conosco
Todos os Direitos Reservados para o Caldeirão Político
Cuiabá - Mato Grosso - Brasil