Página Inicial   |   Expediente   |   Anuncie   |   Fale Conosco
Busca:  
Terça-Feira, dia 27 de Junho de 2017
Mato Grosso   |   Brasil   |   Mundo   |   Executivo   |   Legislativo   |   Judiciário   |   Geral   |   Cidades   |   Concursos   |   Eventos&Negócios   |   Caldeirão Jurídico   |   Aeroportos   |   Meteorologia   |   Malagueta   |   Vídeos
Terça-Feira, dia 27 de Junho de 2017
Nome:
E-mail:
Seu amigo:
E-mail dele:
Assunto:
Comentário:
ESTRATÉGIA DE TEMER
Rodrigo Maia admite suspender recesso para votar denúncia contra Temer
15/06/17 - 18:57
Por: Redação com agência Brasil

Foto de Arquivo/Marcelo Camargo/Agência Brasil

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), admitiu hoje (15) a possibilidade de que o recesso parlamentar do Congresso Nacional seja suspenso para análise de um eventual pedido de denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o presidente Michel Temer. 

De acordo com Rodrigo Maia, a questão pode justificar uma suspensão do recesso, marcado para acontecer entre 18 e 31 de julho. "Enquanto tiver este processo na Câmara, esta vai ser a agenda prioritária da Casa e deve ser mesmo. Só depois disso que se consegue retomar com mais tranquilidade as outras agendas."

O líder do DEM na Câmara dos Deputados, Efraim Filho (PB), disse nesta quinta-feira que concorda com uma eventual suspensão do recesso parlamentar.

"É difícil comentar hipóteses. Não sabemos que data chega a eventual denúncia, com que conteúdo, com que elementos de prova. O que não devemos é responder com inércia ou omissão. A sociedade espera respostas rápidas e superação da crise e o Congresso tem de fazer sua parte, “disse o deputado.

A denúncia teria como base a gravação de uma conversa entre Temer e o presidente da JBS, Joesley Batista, além de delações de executivos da empresa.

O possível pedido, a ser apresentado pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ao Supremo Tribunal Federal (STF), acusaria o presidente da República dos crimes de obstrução de Justiça, corrupção passiva e participação em organização criminosa.

A denúncia começaria a tramitar pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara. Para que a investigação tenha andamento é necessária a autorização de, no mínimo, dois terços dos representantes da Câmara. O recesso parlamentar está previsto para começar no dia 18 de julho.

Entretanto, para que seja suspenso é preciso a convocação conjunta dos presidentes da Câmara e do Senado ou a aprovação de um requerimento com esse pedido pela maioria absoluta dos integrantes das duas casas, ou seja, pelo menos 257 deputados e 42 senadores.

Uma última possibilidade seria a votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). Pela Constituição, se a LDO não for votada o Congresso é convocado automaticamente, isto é, não pode interromper os trabalhos legislativos.

Compartilhe! 
Comentários
ATENÇÃO! Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do CALDEIRÃO POLÍTICO. Evite comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros, os comentários serão moderados. O CALDEIRÃO POLÍTICO poderá retirar, sem prévia notificação ou aviso, comentários postados que não respeitem estes critérios.
Outras Notícias
CPI DA PREVIDÊNCIA
27/06/17 - 09:58 - Pesquisadores apontam equívoco na projeção de envelhecimento da população
CONFIRA
27/06/17 - 07:57 - Agenda do dia na Câmara Federal
SAÚDE
26/06/17 - 11:40 - Prevenção ao diabetes será discutida em audiência na terça-feira
SIMPLES MUNICIPAL
25/06/17 - 08:56 - Senado pode votar criação do Simples Municipal
DEMÓSTENES TORRES
25/06/17 - 08:23 - Ele vai voltar?
TODOS A BORDO
STF
CORRUPÇÃO
GRAVAÇÃO DE JOESLEY
AGORA VAI
HAVIAM SIDO APAGADAS
JUIZ REJEITOU
REFORMA TRABALHISTA REJEITADA
DENÚNCIA ACEITA
CADEIA PARA TEMER

Prioridade especial a idosos com mais de 80 anos vai à sanção presidencial

Reforma trabalhista deve ser votada na CCJ dia 28 de junho

LULA SERÁ CONDENADO A 22 ANOS

"Momento político do país é inadequado para nova lei de abuso de autoridade"

Valtenir fala em reposicionamento do PSB e avisa que impedirá traições

PIB agrícola deverá crescer 9,6% em 2017

SAFADEZA NA POLÍTICA NÃO É INVENÇÃO BRASILEIRA

 
Início   |   Expediente   |   Envie sua sugestão   |   Fale Conosco
Todos os Direitos Reservados para o Caldeirão Político
Cuiabá - Mato Grosso - Brasil