DIAMANTES RECUPERADOS
PM recupera quase 280 diamantes roubados em Guiratinga
Por: Alecy Alves

 

Policiais do 2º Pelotão de Polícia Militar de Guiratinga (4º Comando Regional) prenderam um homem e recuperaram 278 pedras de diamantes roubadas, em uma residência no mesmo município.

A prisão oorreu na noite do último sábado (17.06), na MT-270, no sentido Guiratinga-Rondonópolis, após confronto entre policiais e os assaltantes. O suspeito preso, P.A.M.M., de 18 anos, seria ex-funcionário do proprietário dos diamantes e confessou ter planejado e liderado a execução do crime.

De acordo com informações policiais, o 2º Pelotão foi acionado para atender uma ocorrência de roubo envolvendo dois suspeitos, ambos armados com revólveres. Eles teriam invadido uma residência e usado de extrema violência para obrigar o morador a abrir o cofre.

Sob a mira de armas, tortura e ameaças de amputação de dedos, a vítima, um senhor de 74 anos, digitou o código que dava acesso às pedras preciosas. Na casa, estavam outros moradores, dois adolescentes de 16 e de 18 anos, que também foram ameaçados de morte.

Durante diligências na rodovia, na comunidade Vale Rico, ocorreu o primeiro confronto entre guarnições policiais e os dois autores do assalto, além de outro suspeito. Ao perceberem que estavam cercados, os suspeitos atiraram novamente na direção dos policiais, sendo novamente alvejados. Depois de abandonar o carro e se embrenharem na mata, um deles acabou preso em flagrante delito.

Os três ocupavam um veículo modelo Gol, cuja checagem apontou registro de furto ocorrido dias atrás na cidade de Rondonópolis. A varredura no local levou os policiais aos diamantes roubados. Um celular e outras peças de ouro não ainda não foram recuperados.

Os dois suspeitos que fugiram já estão identificados. Outros policiais continuam fazendo diligências na tentativa de capturá-los. O suspeito preso, os diamantes, o veículo Gol, e demais objetos que estavam no carro, inclusive um capacete, foram entregues aos policiais plantonistas da Polícia Judiciária Civil (PJC).     

 

Impresso a partir do site www.www.caldeiraopolitico.com.br