Domingo, 22 de Julho de 2018

Mato Grosso
Sexta-Feira, 08 de Junho de 2018, 06h:08

APÓS VOTAÇÃO NA ALMT

Zuquim mantém prisão de Mauro Savi

Para Zuquim, a ALMT criou obstáculos ao exercício efetivo do Poder Judiciário sem ter autorização para tanto.

Jô Navarro

Reprodução

Deputado estadual Mauro Savi que está preso

 O desembargador do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), José Zuquim Nogueira, determinou na quinta-feira (7) a manutenção da prisão do deputado Mauro Savi (DEM), preso no dia 9 de maio na operação Bônus, desdobramento da Bereré, acusado de liderar esquema que desviou recursos do Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

Zuquim considerou que a ALMT não tem poder para revisar decisão do Judiciário. “Da própria Constituição emanam regras e princípios que impõem uma compreensão que afasta a conclusão segundo a qual se teria instituído uma categoria privilegiada de cidadãos que por estar no exercício da nobre missão de representação popular, estaria acima das consequências usualmente impostas àqueles que se veem envolvidos em supostas transgressões de caráter penal”, disse.

O desembargador ainda pontuou que a ALMT não estava autorizada a revogar a prisão. “Tais fatos, para além de ilegais, ainda constituem flagrante sinal de exercício desarmônico por parte do Legislativo Estadual, criando obstáculos ao exercício efetivo do Poder Judiciário”, argumentou.

Na última terça-feira (5) 14 deputados votaram pela revisão da prisão.

Leia também: ALMT é a nova Casa dos Horrores de Mato Grosso

 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO