Segunda-Feira, 12 de Novembro de 2018

Mato Grosso
Quarta-Feira, 06 de Junho de 2018, 10h:54

REINO DO CORPORATIVISMO

ALMT é a nova Casa dos Horrores de Mato Grosso

Cícero Henrique

JLSIQUEIRA / ALMT

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso, a julgar pelo número de deputados investigados por corrupção, é o poder mais corrupto do Estado. Ontem (5) mostraram a força do corporativismo ao aprovarem por unanimidade o parecer da Comissão de Ética favorável à libertação do deputado Mauro Savi. Segundo o Gaeco, Savi é o líder da Orcrim que explorou o Detran entre 2009 e 2016.

O mesmo empenho dos parlamentares não foi visto na sessão de ontem para votar as contas do governo Pedro Taques exercício 2016, que aguarda há 300 dias. Depois de aprovarem a libertação do colega Mauro Savi, um grupo de parlamentares, de oposição e da base, deixou o plenário. Sem quórum, a sessão foi encerrada. Os deputados tentam assim pressionar o governo para que libere emendas impositivas, atrasadas há mais de um ano.

Hoje o suplente de Mauro Savi, Ademir Brunetto (PSB), está no plenário reclamando posse na vaga do preso há quase 30 dias, enquanto o presidente Eduardo Botelho se faz de surdo.

A ALMT está merecendo o título de Casa Irmã da Câmara de Cuiabá, conhecida como CASA DOS HORRORES. Todos os membros da mesa diretora da da ALMT são investigados, a começar pelo presidente Eduardo Botelho (DEM), que segundo o Gaeco compõe o grupo de liderança da Orcrim que fraudou, juntamente com Mauro Savi, o Detran-MT.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO