Caldeirão Político

Terça-Feira, 11 de Junho de 2019, 08h:31

Suposto autor dos ataques ao MPF e Moro foi preso pela PF

Da Redação

 Tal Prihar, este é o nome do hacker que teria invadido os celulares dos procuradores da Lava Jato. De nacionalidade israelense, viveu em Brasília. Foi preso em Paris no dia 6/05/2019 em uma operação conjunta da Polícia Federal e do FBI por roubar 15 milhões em bitcoins valendo-se de 40 mil transações ilegais na dark web.

O site do hacker israelense era usado para direcionar usuários para sites de vendas de drogas.“Essa é a ação mais significativa da história contra a dark web”, disse o procurador-geral do estado americano, Scott W. Brady. “A Procuradoria-Geral dos EUA usou todo o seu conhecimento cibernético para atacar a venda de opioides. Esse caso significa o primeiro ataque à grande estrutura que apoia e promove a venda de drogas.”

Nas redes sociais Prihar tem sido apontado como o autor do roubo de dados dos celulares dos procuradores da Lava Jato. Ele morava numa casa que foi ocupada por José Dirceu até 2015.

A Polícia Federal ainda não se pronunciou dobre a relação de Tal Prihar com os ataques ao MPF e ao Ministro da Justiça Sergio Moro.


Fonte: Caldeirão Político

Visite o website: www.caldeiraopolitico.com.br