Caldeirão Político

Sábado, 11 de Maio de 2019, 10h:13

"Estão querendo desviar o foco da obra sem alvará na casa do prefeito", diz Abilio

A denúncia de obra sem alvará na casa do prefeito foi registrada pelo vereador Abilio Junior nos órgãos competentes. Quem deveria fiscalizar não fiscalizou, alerta vereador.

Cícero Henrique

A denúncia da obra irregular foi encaminhada para o vereador por um vizinho do prefeito, que está encontrando dificuldade para conseguir o alvará para fazer uma reforma em sua residência e ficou indignado com o tratamento desigual por parte de quem deveria fiscalizar e ser imparcial. Foi este vizinho quem fez as imagens com drone e as encaminhou ao vereador para apurar os fatos. Seu nome não será revelado, pois teme sofre perseguição.

Ao contrário do que tem sido veiculado por alguns veículos de imprensa, o vereador relata que esteve no setor que registra e aprova alvarás de obras e não encontrou nenhum registro da obra no endereço do prefeito. "Pesquisei se tinha alvará de licença para a casa do prefeito, nenhuma, não encontramos nada no sistema, nenhum protocolo, nada, nenhum procedimento, nem documento", diz o vereador.

O passo seguinte foi informar a Secretaria de Ordem Pública e pedir que fosse realizada a fiscalização. Segundo Abilio, foi marcada hora para ele ir junto com fiscais até o local e uma viatura chegou a ser chamada para levá-los. "Mas a partir do momento que souberam de quem era a casa, que era a casa do prefeito, começou a ter uma série de reticências e dificuldades. E, pois é, a gente acaba descobrindo que o poder público não é igual pra todos".

Ao filmar a casa de longe, do outro lado da rua, mostrando uma armação colocada para 'bater uma laje', o vereador teve o celular subtraido pelo motorista da primeira-dama Marcia Pinheiro. O que aconteceu depois, a denúncia de suposta tentativa de invasão e prisão do vereador, divulgada nas redes sociais por pessoas ligadas ao prefeito Emanuel Pinheiro, não passam de fake news, afirma Abilio Junior. 

Veja abaixo vídeo registrado pelo vereador antes e depois da denúncia nos órgãos públicos:

 

O prefeito Emanuel Pinheiro, em suas redes sociais, disse que o vereador cometeu 'crime de invasão' ao filmar sua casa com drone. "Hoje o vereador Abílio Brunini, passou de todos os limites possíveis e imagináveis. Com seu celular nas mãos, tentou invadir a minha residência aos gritos e proferindo palavras de baixo calão, dando um verdadeiro show de mediocridade. Abílio ameaçou, intimidou e humilhou nosso prestativo motorista Jonai que tentou evitar o ato. Mas o crime de invasão já havia sido cometido, uma vez que fez imagens de drone da minha residência, invadindo, assim, a minha privacidade e da minha família."

Emanuel Pinheiro não menciona a falta de alvará para a obra em sua casa.Também não menciona que no despacho da ocorrência o delegado Edson Arthur Teixeira Peixoto conclui que, em relação aos crimes de ameaça, violação de domicílio e injúria, "não há elementos que comprovem que o mesmo [Abilio] tenha incorrido em suas práticas..."

Leia mais sobre este caso:

Motorista da primeira-dama que subtraiu celular de vereador é lotado na Prefeitura

Segurança do prefeito toma celular de vereador e foge

 

 

 

 

 


Fonte: Caldeirão Político

Visite o website: www.caldeiraopolitico.com.br