Segunda-Feira, 24 de Junho de 2019

União
Quinta-Feira, 13 de Junho de 2019, 07h:41

IMPARCIALIDADE EM XEQUE

Novas mensagens divulgadas deixam mais claro envolvimento de Moro com MPF

Redação

Reprodução

Sérgio Moro

Novos trechos de mensagens entre o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, e o procurador da República Deltan Dallagnol deixam mais claro o envolvimento do ex-juiz com a força-tarefa da operação "lava jato". As transcrições foram publicadas pelo site The Intercept Brasilna noite desta quarta-feira (12/6).

No dia 17 de outubro de 2015, após o Supremo Tribunal Federal soltar o ex-executivo da Odebrecht Alexandrino Alencar, Deltan pediu reunião com Moro para planejar novos desdobramentos da "lava jato". "Caro Juiz, seria possível reunião no final da segunda para tratarmos de novas fases, inclusive capacidade operacional e data considerando recesso? Incluiria PF também". 

Dois dias depois, Moro perguntou se o encontro está confirmado e explica suas decisões ao procurador. "Marcado então? Decretei nova prisao de três do odebrecht, tentando não pisar em ovos. Receio alguma reacao negativa do stf. Convem talvez vcs avisarem pgr".

Outro trecho mostra Moro orientando Deltan a fingir que recebeu uma denúncia anônima para dar início a uma linha de investigação que ligaria o ex-presidente Lula ao esquema de corrupção na Petrobras — outra troca de mensagens deixa claro como Deltan estava inseguro quanto às provas do envolvimento de Lula no caso, já que as obras do triplex no Guarujá estavam sendo investigadas havia pelo menos quatro anos naquela época.

Moro – 17:42:56 – Entao. Seguinte. Fonte me informou que a pessoa do contato estaria incomodado por ter sidoa ela solicitada a lavratura de minutas de escrituras para transferências de propriedade de um dos filhos do ex Presidente. Aparentemente a pessoa estaria disposta a prestar a informação. Estou entao repassando. A fonte é seria.
Deltan – 17:44:00 – Obrigado!! Faremos contato
Moro – 17:45:00 – E seriam dezenas de imóveis
Deltan – 18:08:08 – Liguei e ele arriou. Disse que não tem nada a falar etc… quando dei uma pressionada, desligou na minha cara… Estou pensando em fazer uma intimação oficial até, com base em notícia apócrifa
Moro – 18:09:38 – Estranho pois ele é quem teria alertado as pessoas que me comunicaram. Melhor formalizar entao.
Moro – 18:15:04 – Supostamente teria comentado com [SUPRIMIDO] que por sua vez repassou a informação até chegar aqui.
Deltan – 18:16:29 – Posso indicar a fonte intermediária?
Moro – 18:59:39 – Agora ja estou na duvida.
Moro – 19:00:22 – Talvez seja melhor vcs falarem com este [SUPRIMIDO] primeiro
Deltan – 20:03:00 – Ok
Deltan – 20:03:32 – Ok, obrigado, vou ligar

Os novos trechos divulgados mostram ainda que, quando Moro foi cobrar Deltan pela demora na deflagração de novas operações, em agosto de 2016, o procurador se justificou dizendo que o MPF estava postergando as denúncias de propósito até que a do ex-presidente Lula ficasse pronta.

Moro – 18:44:08 – Não é muito tempo sem operação?
Deltan – 20:05:32 – É sim. O problema é que as operações estão com as mesmas pessoas que estão com a denúncia do Lula. Decidimos postergar tudo até sair essa denúncia, menos a op do taccla pelo risco de evasão, mas ela depende de Articulacao com os americanos
Deltan – 20:05:45 – (Que está sendo feita)
Deltan – 20:05:59 – Estamos programados para denunciar dia 14
Moro – 20:53:39 – Ok

Em outra troca de mensagens, em março de 2016, Deltan pediu explicitamente que Sergio Moro reforçasse o apoio ao seu projeto de reforma do Código de Processo Penal. Entre as propostas, estava permitir o aproveitamento de provas colhidas de forma ilegal e autorizar a prisão de réus antes do trânsito em julgado da condenação.

Deltan – 02:26:01 – Caso não tenha visto:
Deltan – 02:26:03 – http://m.alias.estadao.com.br/noticias/geral,maos-ainda-sujas,10000020828
Deltan – 02:26:07 – Sensacional
Moro – 20:48:47 – Boa entrevista.
Moro – 20:50:01 – Nobre, isso nao pode vazar, mas é bastante provavel que a acao penal de sp seja declinada para cá se o LL nao virar Ministro antes
Deltan – 22:15:50 – Ok
Deltan – 22:15:55 – Obrigado!
Deltan – 22:19:29 – E parabéns pelo imenso apoio público hoje. Você hoje não é mais apenas um juiz, mas um grande líder brasileiro (ainda que isso não tenha sido buscado). Seus sinais conduzirão multidões, inclusive para reformas de que o Brasil precisa, nos sistemas político e de justiça criminal. Sei que vê isso como uma grande responsabilidade e fico contente porque todos conhecemos sua competência, equilíbrio e dedicação.
Moro – 22:31:53 – Fiz uma manifestação oficial. Parabens a todos nós.
Moro – 22:48:46 – Ainda desconfio muito de nossa capacidade institucional de limpar o congresso. O melhor seria o congresso se autolimpar mas isso nao está no horizonte. E nao sei se o stf tem força suficiente para processar e condenar tantos e tao poderosos.
Deltan – 22:59:49 – Vi. Ficou ótima.
Deltan – 23:03:37 – Não vai acontecer. A experiência italiana é um exemplo das dificuldades. Se aprovarmos as 10 medidas (já contam com mais de 1,6 mi de assinaturas, e apoio crescente dos parlamentares), o próximo passo que podemos dar é o fim do foro por prerrogativa de função, reservando-o para 15 pessoas. Teremos voz para isso, pq os casos do supremo não andarão com 1/10 da celeridade. Sei que tudo é dificil, mas precisamos acreditar e fazer. Foi em razão da experiência com o Banestado que no ano passado investi tanto tempo nas 10 medidas. Se não mudarmos o sistema, sabemos o que acontecerá com os casos. No Congresso já há um acordo de líderes encaminhado para, mediante projeto de lei, reverter a recente decisão do STF. Precisamos atacar e avançar no âmbito legislativo tanto quanto nas ações penais.
Moro – 23:07:10 – Sei do projeto mas nao acredito que terao coragem no momento. mas o clima pode mudar. Bem. Vamos passo a passo, dia a dia.
Deltan – 23:14:53 – Preciso que Vc assuma mais as 10 medidas ou outras mudanças em que acredite também, se entender que isso não trará problemas sérios. A sociedade quer mudanças, quer um novo caminho, e espera líderes sérios e reconhecidos que apontem o caminho. Você é o cara. Não é por nós nem pelo caso (embora afete diretamente os resultados do caso), mas pela sociedade e pelo futuro do país.

Moro também parecia preocupado com o destino de réus que não estavam sob sua jurisdição. Numa troca de mensagens de dezembro de 2016, Deltan apresentou um balanço da "lava jato" a Moro, que logo quis saber se todos eram acusados por corrupção ou se tinha "muito caixa 2".

Deltan então respondeu que 40% dos casos estavam numa "zona cinzenta" e em 30% deles havia certeza. Moro, então decide como eles devem prosseguir: "Opinião: melhor ficar com os 30 por cento iniciais. Muitos inimigos e que transcendem a capacidade institucional do mp e judiciário".

Deltan – 16:01:03 – Caro, favor não passar pra frente:
Deltan – 16:01:03 – Odebrecht (favor manter aqui): 9 presidentes (1 em exercício), 29 ministros (8 em exercício), 3 secretários federais, 34 senadores (21 em exercício), 82 deputados (41 em exercício), 63 governadores (11 em exercício), 17 deputados estaduais, 88 prefeitos e 15 vereadores
Deltan – 16:01:03 – 62 deputados/senadores em exercício. Com governadores dá 73
Deltan – 16:01:03 – 301 políticos na relação
Deltan – 16:01:03 – Mais 72 políticos estrangeiros
Deltan – 16:04:40 – brasileiros são políticos por cargo que OCUPA, OCUPOU oOU PARA O QUAL SE CANDIDATOU
Deltan – 16:04:45 – por isso os 9 presidentes
Moro – 17:22:10 – Tudo isso corrupção e lavagem ou muitos casos de cx2?
Deltan – 17:25:21 – Para dizer, teria que olhar um a um. Não temos esse levantamento ainda. Intuitivamente, com base nas leituras e análises: 30% claramente propina: eles e nós reconhecemos 40% zona cinzenta: depende de diligências ou análises 30% claramente caixa 2 e nós concordamos
Deltan – 17:51:34 – As doações via caixa 1 sem indícios de contrapartida não entram nisso. Ficam fora.
Moro – 18:32:37 – Opinião: melhor ficar com os 30 por cento iniciais. Muitos inimigos e que transcendem a capacidade institucional do mp e judiciário.
Moro – 18:32:46 – Reservado obviamente
Deltan – 19:00:34 – 

 

1 COMENTÁRIO:

O que se deduz das conversas entre as autoridades da Lava Jato é a zelosa preocupação no combate à poderosa organização criminosa de âmbito internacional que não mede meios para atingir seus nefandos propósitos. Essa é a finalidade da JUSTIÇA, tudo o mais são querelas quanto aos meios de se alcançar o objetivo ao que a máfia tudo fará para impedir, sabotando e provocando intrigas ao desenvolvimento das operações. Tudo indica que o tiro sairá pela culatra, esperar para ver.
enviado por: Pedro Ubiratan Machado de Campos em 14/06/2019 às 10:07:32
0
 
0
responder

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO